Correios supera expectativa de arrecadação na venda de bens móveis

Com o propósito de otimizar os recursos disponíveis, para que resultem em mais investimentos e novas possibilidades de negócios, os Correios estão promovendo, em todo o País, alienações de bens móveis obsoletos e itens inservíveis. Dessa forma, a empresa tem conseguido reduzir custos com a gestão e armazenamento de material em desuso e gerar receita.

Em 2020, os 30 leilões realizados trouxeram para o caixa da empresa aproximadamente R$ 19 milhões, 127% acima do valor de referência. Já para este ano de 2021, 33 leilões foram realizados e o montante arrecadado já supera o valor do ano passado.

Nos certames promovidos pela estatal, foram leiloados muitos veículos que atingiram a vida útil, conforme a política de renovação da frota da empresa. A previsão é de que, até o fim do ano, mais 9 mil veículos sejam colocados à venda. Também estão sendo alienados equipamentos de TI, mobiliários, maquinários e outros itens inservíveis.

Além da redução de custos, os recursos gerados com essa iniciativa estão sendo revertidos em investimentos para a própria empresa, tais como a modernização do parque operacional e de equipamentos e veículos, que irão contribuir para qualidade dos serviços prestados aos clientes.

Mais informações sobre os leilões, as datas e os objetos que serão alienados podem ser obtidas acessando o site dos Correios: https://www.correios.com.br/acesso-a-informacao/licitacoes-e-contratos/licitacoes/licitacoes.

Da Assessoria