Covid-19: rodízio de veículos em SP será mantido neste final de ano e em janeiro

Por conta da pandemia do novo coronavírus, que continua com números elevados em todo o País, a Prefeitura de São Paulo decidiu não suspender o rodízio municipal de veículos neste final de ano e em janeiro, como usualmente ocorre nesse período. “Seguindo as recomendações da área da Saúde, a Prefeitura decide manter o rodízio municipal de veículos e demais restrições durante os dias úteis deste fim de ano e do mês de janeiro”, diz nota.

De acordo com o comunicado, continuam valendo normalmente também o rodízio de placas para veículos pesados (caminhões) e as demais restrições: Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF). Durante o rodízio, os veículos ficam impedidos de circular no Centro Expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D’Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf.

A restrição é válida de segunda a sexta-feira, exceto feriados. A multa para quem infringir o rodízio é de R$ 130,16, com acréscimo de quatro pontos na carteira de motorista.