Dia do Padeiro: uma profissão milenar

Para ter o pão fresquinho logo cedo, o herói do da história é o padeiro. Aquele cheiro de pão fresquinho saindo do forno pode animar a manhã de muita gente. Na data de 8 de julho é comemorado o Dia do Padeiro ou Dia do Panificador.

Para que a mistura dos ingredientes esteja na medida e esse alimento fique saboroso cada profissional tem seus segredinhos. A escolha da matéria-prima, as combinações dos ingredientes, o trabalho contínuo para que a todo instante o cliente possa encontrar o pão saindo do forno são alguns dos desafios da profissão.

“A comemoração maior é poder estar trabalhando e produzindo”, destaca um dos proprietários de uma panificadora, Luiz Eduardo Guaraná. “Trabalhar com pão é uma satisfação, pois presenta um alimento importante para a vida, é um alimento milenar e acredito que seja também o mais lembrado. O pão é significativo”.

Guaraná atua no ramo da panificação faz 24 anos. Ele foi influenciado por um curso do Sebrae sobre padarias, gostou e seguiu na profissão. Para ele, atuar nesse ramo permite levar alegria para as pessoas ao oferta alimento de qualidade.

DESAFIOS – Entre os desafios para atuar nesta área, está a falta de mão de obra qualificada, pois o comércio/indústria não trabalha no horário comercial normal e a panificadora abre todos os dias do ano e não, por isso, existem dificuldades para arrumar profissionais qualificados.

“Na pandemia tiveram ramos que cresceram, outros sumiram e aqueles que sofreram intensamente os impactos, no caso, o segmento de panificação. Foi uma mistura de exagero e falta de experiência dos decretos impondo lockdown em estabelecimentos que já está comprovado que não propagadores do vírus, isso fez com que o faturamento baixar verticalmente, o que gerou desemprego, comprometimento dos compromissos fixos como aluguel, entre outras despesas”, comenta.

ETERNA PROFISSÃO – Para Guaraná, a profissão merece respeito e reconhecimento, pois envolve habilidades e dons. Ele destaca que o profissional deve buscar constante atualização para acompanhar as novidades do mercado e atender a expectativa da clientela. “Existem várias consultorias, cursos e feiras virtuais para se manter atualizado tanto na área técnica quanto na parte financeira para estar sempre modernizando”, conclui.

Da Redação

TOLEDO