Doria nega demolição de hospital Darcy Vargas e venda de terreno ao setor privado

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), informou nesta segunda-feira (15) que o Hospital Infantil Darcy Vargas no Morumbi, zona sul da capital paulista, “não será demolido para venda do seu terreno ao setor privado”.

Pelo Twitter, o governador afirmou que o hospital continuará operando normalmente no mesmo local. “Além disso, desde dezembro do ano passado, o Governo de São Paulo tomou a decisão de construir um novo hospital infantil. Isso será feito sem nenhum prejuízo às atividades do Darcy Vargas. O novo hospital será instalado em área periférica da cidade”, informou Doria.

A posição de Doria rebate a informação da deputada estadual Janaína Paschoal (PSL). Após reunião com o governador, na última quarta-feira (10), a parlamentar relatou que Doria havia informado a ela “a decisão de tirar o hospital do lugar onde está não tem volta”.

Na quinta-feira (11), Janaína, a deputada estadual Letícia Aguiar (PSL), bem como a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), visitaram o hospital, referência no tratamento pediátrico de alta complexidade. “Se esse homem derrubar esse hospital é crime contra a humanidade, é crime de responsabilidade e improbidade administrativa, nós podemos ir aos tribunais internacionais”, afirmou Janaína à época.

O governador passa esta segunda-feira internado no Hospital Albert Einstein para a realização de exames de rotina e check-up. Acompanham Doria os médicos David Uip, Sidney Klajner, Roberto Kalil Filho, Moisés Cohen, e o diretor Médico e de Serviços Hospitalares do hospital, Miguel Miguel Cendoroglo.