Eneagrama: Jornada acontece nos dias 22 e 23 de fevereiro

A Jornada Eneagrama: seu caminho para autoconsciência e descobertas acontece na próxima segunda-feira (22) e terça-feira (23). O Eneagrama e as suas múltiplas facetas de ser quem somos serão as abordadas pelo psicólogo, palestrante e professor Rodrigo Bonetti. A programação será on-line e ao vivo. A inscrição é gratuita. Bonetti participou do Programa Tem Tudo, no JORNAL DO OESTE, na última segunda-feira (15), e apresentou a temática da Jornada.

O psicólogo explica que a vida de cada pessoa pode ser maior do que ela pensa. “O grande diferencial de todo o ser humano é a superação de suas limitações”. Ele salienta que um psicólogo pode auxiliar na busca dessa superação. “Começamos a desmistificar o mito que se formos ao psicólogo é porque estamos malucos. Eu, assim como outros colegas, vivemos um momento de transformação na área da psicologia. O preconceito existe, porém muito mais leve”.

ENEAGRAMA – Uma dor no peito, um sufoco ou uma pressão na cabeça são alguns sintomas relatados pelos pacientes que buscam o auxílio do psicólogo. “Algumas sessões são necessárias para compreender a vivência do paciente e o Eneagrama auxilia nessa compreensão”, destaca Bonetti.

O psicólogo comenta que a partir do conhecimento é possível compreender os motivos que prendem essa pessoa, as suas dificuldades e como é possível modificar o comportamento. “Observo que muitas pessoas querem mudar, porém elas não sabem como. Quando não sabemos como realizar essa mudança, simplesmente, nós desistimos”.

O Eneagrama é composto por nove perfis básicos e com subdivisões. De acordo com Bonetti, são nove personalidades e cada pessoa se encaixará em uma delas. “Quando crianças, nós passamos por traumas vivenciados em situações boas ou ruins. Diante dessa situação podemos nos estruturar em defesa ou não. O nosso comportamento fará parte de um dos perfis”.

Ele cita como exemplos os perfis três e dois. O três é denominado como ‘O Realizador’. “É aquele que faz tudo; tende a querer a conquistar ‘coisas’ para provar que é bom para as pessoas. Já o tipo dois é conhecido como aquela pessoa que sempre está disposta a colaborar ou a ajudar. “Essa pessoa vai te ouvir. Porém, ao mesmo tempo que tem habilidade para ganhar conexão, ela se esquece dela e não estrutura uma personalidade própria. Ela passa a se moldar pelo outro e não por ela”.

A JORNADA – O Eneagrama é uma percepção fantasiosa e o seu objetivo é conseguir chegar ao divino. Bonetti explica que o divino está relacionado com a ideia de maestria. “Quando alguém consegue desenvolver vários tipos de habilidades se torna mestre. Existe o autoconhecimento”, revela o palestrante ao complementar que a Jornada tem o propósito de disponibilizar a informação para a população. “Tenho criado alternativas para que as pessoas tenham acesso a diversos assuntos, como saúde mental, autoconhecimento e evolução”.

Bonetti pondera que muitas pessoas não possuem a ideia do que fazem neste mundo e o evento auxilia para essa compreensão. “Você deseja saber para onde vai? Comece a se escutar, mas essa não é uma atividade fácil. Você deve ‘calar’ os seus ouvidos e os seus olhos; começar a utilizar a percepção interna”.

O Eneagrama auxilia no conhecimento desde relacionamento, trabalho até social. Quem tiver interesse em participar da Jornada as inscrições são realizadas pelo site www.rodrigobonetti.com.br. “O autoconhecimento não é simples. A situação de conflito dói e a maturidade é necessária. Porém, após a modificação, você passa a enxergar o mundo de uma nova forma. Ao encerrar uma palestra, sempre questionava a partir de que idade as pessoas se consideravam felizes e a resposta era entre 50 e 55 anos. As pessoas esperam muito para aprender a lidar consigo. Esperam muito para se considerarem felizes”.

Da Redação

TOLEDO