Nordex monta fábrica para atender projeto eólico na Bahia e prevê pico de até 350 empregados na unidade

Bons ventos sopram a favor do grupo alemão Nordex, que está com planos de expansão para o Brasil. O país já representa um volume significativo dos negócios da companhia em todo o mundo. No início do ano, essa importância aumentou ainda mais após a assinatura de um novo contrato com a Statkraft. Pelo acordo, a Nordex irá fornecer 91 turbinas eólicas de seu novo modelo N163/5.X, cada uma com 5,7 MW de potência, que serão instaladas no parque Ventos de Santa Eugênia, na Bahia. Os aerogeradores serão desenvolvidos na fábrica da empresa em Simões Filho (BA). Já as torres de concreto serão produzidas perto do parque eólico, em uma nova fábrica que a Nordex irá erguer em Uibaí (BA). “Temos a cultura de instalar uma fábrica próxima aos projetos em que participamos, com o objetivo de reduzir custos logísticos. Essa nova unidade de torres de concreto, no pico da obra, vai empregar até 350 pessoas. Iremos privilegiar a mão de obra local, assim como já fizemos em outras duas unidades do tipo no Brasil“, disse o diretor de vendas do Grupo Nordex no Brasil, David Lobo. Hoje, o país representa 13% das vendas globais da companhia e a expectativa é manter esse número ou até mesmo aumentá-lo nos próximos anos. “O que eu posso adiantar é que, em nosso plano de negócios para os próximos anos, o peso do Brasil vai se manter ou até aumentar no resultado da empresa em relação ao número de vendas“, completou Lobo.

LEIA A ENTREVISTA COMPLETA NO NOSSO SITE.

Da Assessoria