Profissão e maternidade: os desafios das mulheres que são mães e seguem carreira

O e-commerce é uma tendência do mercado virtual que ganhou ainda mais representatividade na pandemia. As vendas online e o home office tem facilitado a vida das mulheres que são mães e continuam trabalhando. A maternidade não tem impedido elas de seguirem a carreira.

“Assim que minha filha nasceu surgiram diversos desafios. O primeiro logicamente envolveu e ainda envolveu o complexo mundo da maternidade, contudo, também aparecerem as dúvidas em relação a carreira. A primeira decisão que tomei foi que iria mudar de atividade para poder passar mais tempo com a família”, relata a empreendedora, Kátia da Silva.

Da função de representante comercial, Kátia migrou para o empreendedorismo digital. Ela conta que buscou especialização na área, cursos e oficinas que pudessem trazer mais embasamento sobre o assunto. Para ela, um dos fatores que contribuíram para a escolha dessa área foi o fato do crescimento do e-commerce em nível mundial.

“A gestação não foi planejada. A intenção que isso acontecesse somente daqui alguns anos. Com a notícia, meu marido e eu planejamos as mudanças com muita rapidez e isso inclui o planejamento da minha carreira. O pós-parto, a bebê recém-nascida, foi o período mais complicado, mas com o passar dos meses tudo foi se ajustando. Hoje, já faz quase três anos que estamos nessa rotina”, declara.

SEGUIR A VIDA PROFISSIONAL – Para Kátia, parar de trabalhar nunca foi uma opção. Ela cita que respeita as mães que tomaram essa decisão, entretanto, diante das condições da família, a carreira seria a segunda prioridade e ela faria de tudo para continuar ativa no mercado e uma provedora de renda.

“Logicamente, que em cada mudança de fase em nossa vida é preciso rever as necessidades primordiais. No momento, tudo segue um percurso satisfatório. Tenho minhas atividades, consigo otimizar meu tempo, trabalho, mas não vivo apenas para trabalhar e passa bastante tempo com minha família, especialmente, com minha filha”, comenta.

VERSATILIDADE NO TRABALHO – Uma das mudanças na carreira que estava no planejamento de Kátia era ter mais versatilidade no trabalho, por isso, ela também buscava alguma atividade que pudesse ser realizada em qualquer lugar.

“O home office tem atendido todas as expectativas. Trabalhar de casa permite estar mais próxima da minha filha. Tenho meu escritório dentro de casa, lá é o meu espaço de serviço, de criação, de reuniões online. Consigo ajustar o tempo para fazer tudo: trabalhar, buscar clientela, fazer cursos de aperfeiçoamento e estar próximo da minha filha. Não é fácil, mas estou feliz com a condução disso tudo”, conclui.

Da Redação

TOLEDO