Sobe para 5 o número de mortos após chuva forte na Grande São Paulo

Subiu para cinco o número de mortos após a chuva forte que atingiu a Grande São Paulo na terça-feira, 29. Pelo menos quatro pessoas da mesma família morreram soterradas em um desabamento causado pelo temporal no período da noite. O Corpo de Bombeiros registrou uma ocorrência por volta das 21h36, quando uma casa desabou no bairro Jardim do Colégio, em Embu das Artes, atingindo outras três residências e soterrando seis pessoas.

Uma quinta vítima fatal das chuvas também foi encontrada, de acordo com a Prefeitura de Embu das Artes, no bairro de Santa Tereza. Um homem de 56 anos foi arrastado pela correnteza e, apesar de ter sido socorrido, morreu antes de chegar ao Pronto Socorro local.

Quanto às vítimas do deslizamento, elas pertencem ao mesmo núcleo familiar e moravam na residência que desabou. Quatro pessoas já foram resgatadas dos escombros, todas sem vida, e outras duas ainda estão desaparecidas.

Em entrevista à Band, o coronel Jefferson de Mello, do Corpo de Bombeiros, afirmou que as vítimas já encontradas são uma mulher de 25 anos e os três filhos, um bebê de oito meses e duas crianças, de 5 e 7 anos.

O Corpo de Bombeiros afirma que mobilizou 48 agentes no caso. As outras casas foram atingidas apenas pela queda e não registraram ocorrência nem tiveram vítimas com o deslizamento.

Até o início da madrugada, o Corpo de Bombeiros também registrou queda de 14 árvores na Grande São Paulo. Em nota, o prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (Republicanos), disse lamentar as mortes e se solidarizou com os familiares das vítimas.

Ao longo do dia, a Prefeitura de Embu das Artes criou uma Central Estratégica de Combate às Chuvas, que já atendeu cerca de 100 pessoas e estará de plantão na Escola Municipal Elza Marreiro Medina, na Rua Bolívia, 200.

Em caso de emergência, os munícipes devem entrar em contato com a Defesa Civil através do número 4785-1271. Também é possível ligar para o Samu, no 192, ou para a Guarda Civil Metropolitana, no 153.