Temporal provoca transtornos no Rio; teto desaba em hospital

O sábado amanheceu ensolarado no Rio de Janeiro, mas a cidade ainda se recupera dos transtornos provocados pelo temporal que atingiu a capital e região metropolitana na noite desta sexta-feira, 25. Parte do teto do Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, desabou devido às fortes chuvas, segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

O incidente ocorreu na entrada da sala de trauma da unidade hospitalar, mas ninguém ficou ferido. O setor foi interditado e funcionários trabalhavam no reparo e limpeza do local.

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão transferindo pacientes que necessitam de atendimento de emergência para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, também na região metropolitana.

“Porém, os pacientes que deram entrada por meios próprios não deixaram de ser atendidos na unidade”, informou a Secretaria de Saúde, em nota.

Em São Gonçalo, as chuvas provocaram um deslizamento de terra e pedras na rodovia BR-101, na altura do quilômetro 316, no sentido Rio de Janeiro. O tráfego foi interrompido. A pista da rodovia ficou interditada entre 20h e 23h55, segundo a Polícia Rodoviária Federal.

A capital fluminense entrou em estágio de atenção às 18h20 de sexta-feira por causa do temporal. Foram acionadas 38 sirenes em 24 comunidades consideradas áreas de Alto Risco Geológico, ou seja, sujeitas a deslizamentos e desmoronamentos.

A Avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado, foi interditada nos dois sentidos, de forma preventiva, informou a Prefeitura do Rio. Houve registros de alagamentos em diferentes pontos da cidade, como Jardim Botânico, Catete e Flamengo, na zona sul. Na zona norte, o rio Maracanã transbordou parcialmente.