Esporte

André Behs assume interinamente supervisão da Canoagem Slalom

Com mais de 30 anos dedicados à modalidade, Behs quer transformar a esperança em realidade na conquista por medalhas olímpicas

A Confederação Brasileira de Canoagem definiu a mudança na supervisão da Canoagem Slalom. Antônio Carlos Pinto despede-se do cargo, mas continua no Comitê da modalidade. O novo dirigente é André Luiz Behs e que assume interinamente o cargo de supervisão. André é nome conhecido nacionalmente e internacionalmente na Canoagem Slalom desde 1985 prestando serviço à Canoagem Brasileira e mundial.

Durante esse período foi um nome estratégico na organização dos Mundiais de Canoagem Slalom realizados no Brasil, (Mundial Sênior em 1997, em Três Coroas (RS); em 2007, em Foz do Iguaçu (PR); e no Mundial Júnior & Sub-23, em 2015 também em Foz. André também presença constante nas edições dos Jogos Olímpicos entre 2000 e 2016 como membro da Federação Internacional de Canoagem.

O gaúcho de Três Coroas quer fortalecer o trabalho que está em andamento. "Darei continuidade na evolução que a Canoagem Slalom teve no ciclo 2013-1016, buscando, não com esperança, mas com objetivo factível, conquistar medalha(s) em Tóquio", enfatiza.

Segundo ele a sua gestão dará mais força às decisões conjuntas. "A estratégia da equipe é delineada pelos membros do Comitê de Slalom da CBCa, mais próximos à equipe de atletas, técnicos e membros da Comissão Técnica", diz.

Antônio Carlos Pinto assume posto no Comitê de Canoagem Slalom

Na sua gestão de aproximadamente dois anos à frente da modalidade, Antônio Carlos Pinto destaca que garantiu o crescimento do trabalho que já vinha sendo realizado. "Tivemos resultados como as medalhas da Ana Sátila nas Copas do Mundo e Mundial e o sexto lugar de Pedro Gonçalves nos Jogos Olímpicos num trabalho que mantive continuidade", lembra.

Antônio Pinto também foi responsável no desenvolvimento de polos de Canoagem Slalom no Brasil, como a exemplo seu trabalho em Itiquira, no Mato Grosso; além de ter sido chefe de equipe nas viagens internacionais da Seleção Brasileira de Canoagem Slalom durante as competições mais importantes do calendário da modalidade.

Agora ele irá atuar no Comitê da Canoagem Slalom e continuará contribuindo para o desenvolvimento do esporte e manda um recado para o novo dirigente. "Eu desejo muita sorte e que o Andre possa contar comigo sempre", afirma.

Ele também agradece a equipe de trabalho. "Eu tenho que agradecer pelo profissionalismo de toda a equipe, a todo o corpo técnico, pois não fazemos nada sozinho. Desejo muita sorte a todos", finaliza.