Esporte

Arsenal vence primeira fora de casa, goleia o Everton e afunda o rival na crise

Demorou, mas o Arsenal venceu pela primeira vez fora de casa no Campeonato Inglês. Neste domingo, a equipe viajou a Liverpool e aproveitou-se do péssimo momento do Everton para golear por 5 a 2, de virada, resultado que a fez subir na tabela e afundou o adversário na crise.

O Arsenal chegou a 16 pontos, subindo para a quinta colocação e entrando na zona de classificação para a Liga Europa. Na terça-feira, a equipe volta a campo pela Copa da Liga Inglesa, pela qual encara o Norwich, em casa.

Já o Everton chegou à quinta partida consecutiva sem vitória e parou nos oito pontos na tabela do Campeonato Inglês, desempenho que o coloca na zona do rebaixamento, em 18.º. Na quarta, também pela Copa da Liga Inglesa, a equipe tentará a recuperação diante do Chelsea. Resta saber se o pressionado Ronald Koeman seguirá como seu treinador até lá.

Neste domingo, o Arsenal se aproveitou da instabilidade do adversário para atacar e criar a primeira boa chance logo aos dois minutos. Após linda triangulação pelo lado esquerdo, Ramsey recebeu na área e bateu cruzado, exigindo grande defesa do goleiro Pickford.

Só que se a fase é das piores, o Everton tinha em Wayne Rooney sua maior esperança. E o carrasco do Arsenal não decepcionou. Quinze anos depois de aparecer para o futebol com um golaço diante do mesmo adversário, o atacante repetiu a dose aos 11 minutos e colocou o time de Liverpool na frente com lindo chute de fora da área. Foi seu 12.º gol diante do rival londrino no Campeonato Inglês.

O gol deu certa tranquilidade ao Everton, que equilibrou as ações. Mas bastou um lance fortuito para o desespero voltar a tomar conta da equipe. Aos 39 minutos, Xhaka arriscou de fora da área, a bola desviou no meio do caminho e impediu que Pickford a agarrasse. Monreal aproveitou a sobra e finalizou para a rede.

Com o Everton novamente desestabilizado, Pickford passou a ser o grande destaque da equipe com grandes defesas. Mas na volta para o segundo tempo, ele nada pôde fazer. Aos sete minutos, Sánchez recebeu pela esquerda e cruzou na cabeça de Özil, que aproveitou o cochilo da defesa para desviar para a rede.

A situação que já era complicada ficou ainda pior para o Everton aos 23 minutos, quando Gueye entrou duro em Xhaka na intermediária adversária, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Somente cinco minutos depois, Özil avançou com muito espaço pela direita e esperou a hora certa para tocar no meio para Lacazette, que marcou o terceiro.

As vaias tomaram conta do Goodison Park e alguns torcedores deixaram o estádio antes mesmo dos 30 minutos. Aos 39, Xhaka ainda acertou o travessão em chute de fora da área.

Mas o quarto gol saiu aos 45, quando Wilshere deu ótima enfiada para Ramsey marcar. Ainda deu tempo para Niasse aproveitar bobagem de Monreal e Cech para descontar, e Alexis Sánchez deixar sua marca em bela jogada individual, que transformou a vitória em goleada e intensificou as vaias após o apito final.