Oeste rural

Capital Nacional do Leite reúne o que há de melhor no setor durante o Agroleite 2018

Entre os pontos altos do evento estão o Troféu Agroleite, a Trilha do Leite, o Torneio Leiteiro e os seminários e fóruns para troca de conhecimentos
(Foto: Divulgação)

O município de Castro (PR) recebe de 14 a 18 de agosto um dos eventos mais completos do setor leiteiro do país: o Agroleite, que ocorre na Cidade do Leite e no Parque de Exposições Dario Macedo. Com o tema “Capital Nacional do Leite”, o maior objetivo do evento é levar conhecimento aos produtores, por meio de palestras e fóruns técnicos, troca de informações com empresas e expositores do setor. Está confirmada a participação de 205 empresas de diversos ramos entre nutrição, medicamentos, genética, máquinas, ordenhadeiras e sementes. “Esperamos que após o Agroleite todos os nossos visitantes voltem para suas propriedades abastecidos de informações e soluções para tornar seus negócios mais rentáveis, seus rebanhos mais produtivos e com ideias para profissionalizar cada dia mais a gestão de suas fazendas”, afirma o presidente da Castrolanda, Frans Borg, organizadora do Agroleite.

Para este ano, a expectativa é superar os excelentes números da edição de 2017, que contou com 62 mil visitantes que movimentaram R$ 55 milhões. Para atrair um público maior ainda, o Agroleite 2018 conta com o famoso Torneio Leiteiro, que premiará por volume e aproximação.

Outra novidade é a Trilha do Leite, voltado para aqueles que querem conhecer todos os detalhes desse setor produtivo. Em uma instalação perto da Arena Agroleite, serão apresentadas pequenas palestras que mostram desde a criação da bezerra até o processo de industrialização e envasamento do leite. As apresentações serão diárias, em horários estipulados e com número limitado de pessoas por edição. Algumas das sessões serão exclusivas para o público infantil.

No Centro de Eventos Pessutão serão realizados fóruns para diversos públicos como jovens e mulheres cooperativistas. Haverá também o Seminário Internacional, com dois painéis: Controle de Carrapatos e as Estratégias Nutricionais para aumentar a imunidade das vacas leiteiras. A programação completa e as inscrições para os fóruns e para o seminário internacional estão em http://www.agroleitecastrolanda.com.br/home.

Paralelamente, na pista de julgamento da Arena Agroleite, acontecerá o tradicional desfile de animais, onde serão julgados os melhores exemplares das raças Holandesa e Jersey. Os animais passam por um verdadeiro olhar de raio-x dos juízes. São avaliados quanto a úbere, pernas, abertura de peito, linha dorsal, característica e força leiteira, feminilidade e até os cascos são levados em conta. No dia 18, último dia do evento, no começo da noite, três juízes escolhem aquelas que são as melhores vacas do evento: a Vaca do Futuro e a Campeã Suprema Agroleite 2018. A programação também contempla o julgamento de gado de corte das raças Caracu, Brahman, entre outras, no Parque Dario Macedo.

 

NOITE DE GALA

Uma das atrações mais aguardadas é a cerimônia de premiação do Troféu Agroleite, entregue desde 2002, e que neste ano acontecerá às 20h do dia 15 de agosto, no Memorial da Imigração Holandesa. O evento contará com a presença de autoridades, personalidades do agronegócio brasileiro, presidentes, diretores e profissionais das empresas nacionais e multinacionais participantes do Agroleite.

A premiação reconhece os destaques de 2107 em 18 categorias. Os finalistas são as três empresas mais votadas pela internet.

 

CONFIRA OS FINALISTAS DE CADA CATEGORIA:

Categoria Genética: ABS Pecplan, Alta e Semex

Categoria Nutrição: DSM, Nutron e Vaccinar

Categoria Medicamentos: Biogénesis Bagó, Ouro Fino e Vallée

Categoria Forragens: Agropecuária Leffers, Agropecuária Santa Cruz e Nobre Nutrição Animal

Categoria Sementes: Agroceres, Dekalb e DuPont Pioneer

Categoria Ordenhadeiras e Refrigeração: DeLaval, GEA e Ordemilk

Categoria Equipamentos para Ensilagem: Claas, JF Máquinas e Nogueira

Categoria Equipamentos para Fenação: Casale, Krone e Kuhn

Categoria Tratores Agrícolas: John Deere, Massey Fergusson e New Holland

Categoria Prestador Serviços Agrícolas: Agroholanda, Cia da Silagem e De Boer

Categoria Técnico do Ano:  Claudio André da Cruz Aragon, Fábio Nogueira Fogaça e Sérgio Soriano

Categoria Agente Financeiro: Banco do Brasil, Sicoob e Sicredi

Categoria Associação de Produtor: Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Associação Brasileira dos Produtores de Leite e Associação Paranaense dos Criadores de Bovinos da Raça Holandesa

Categoria Produtor de Leite do Ano: Fazenda Fini, Grupo Melkstad e Sekita Agronegócios

Categoria Laticínios: Italac, ITA e Piracanjuba

Categoria Embalagens: Plastirrico, Sig Combibloc e Tetra Pak

Categoria Mídia Impressa: Revista Balde Branco, Revista Leite Integral e Revista Mundo do Leite

Categoria Mídia Digital: Beba Mais Leite, Leite Online e Milk Point

 

CASTRO: CAPITAL NACIONAL DO LEITE

A cidade paranaense de Castro, na região dos Campos Gerais, é conhecida por suas belezas naturais, como o Canyon Guartelá, pelo moinho De Immigrant, o segundo maior da América Latina, e pelo tropeirismo. Mas o que muita gente ainda não sabe, é que no município se encontra uma das principais bacias leiteiras do país, o que lhe garantiu, por meio da Lei Federal nº 13.584, o título de Capital Nacional do Leite. Puro merecimento, pois segundo o IBGE, Castro liderou a produção nacional por municípios, com a marca de 255 milhões de litros de leite no ano de 2016. “A lei é um incentivo ao produtor de leite que vê sua atividade valorizada e reconhecida. Sermos legalmente a Capital Nacional do Leite agrega valor à nossa matéria-prima e se reflete nos produtos que industrializamos”, comemora Frans Borg, presidente da Castrolanda, cooperativa agroindustrial que realiza o Agroleite, evento técnico voltado para a cadeia do leite, realizado anualmente em Castro no mês de agosto.

Esse resultado é fruto de árduo e longo trabalho e tem relação intrínseca com a formação da Cooperativa Castrolanda, cuja história começou com a chegada de 46 famílias holandesas ao município, em 1951, com seus rebanhos somando 1.200 cabeças de gado. A atividade leiteira se firmou na região, e aos poucos a tradição somou-se ao investimento em tecnologia, melhoria genética dos rebanhos, atenção às normas de controle sanitário e muita dedicação dos produtores. “Esse alto índice de produção atual só é possível porque os produtores têm compromisso com a atividade que desenvolvem. Essa é uma conquista de todos os pecuaristas de Castro”, explica Borg.

 

APOIOS E PATROCÍNIOS

O Agroleite 2018 tem o apoio institucional da Prefeitura de Castro, Fundação ABC e das Associações das Raças Holandesa e Jersey. É patrocinado na cota Diamante pela Nutron, Tetra Pak, Italac, MSD Saúde Animal e Caixa Econômica Federal. Já a cota Ouro recebe a chancela da DuPont Pioneer, Sicredi, Irrigabrasil, Select Sires, Phibro, Calpar e United Airlines, e na cota Prata conta com o patrocínio do BRDE, Elanco, Atlântica Sementes, Banco do Brasil, Copel Telecom, New Zealand Trade e Enterprise, Ceva, Allflex, Coonagro, PGG Wrightson Seeds, Vallée, Fertilizantes Castrolanda, Brandt e Cescage Genética.