Toledo

Chefe da Casa Civil fala de um novo tempo no Governo do Paraná

Guto Silva visitou o JORNAL DO OESTE e falou sobre as ações do Governo do Paraná (Foto: Aline Oliveira)

O chefe da Casa Civil do Governo do Paraná Guto Silva está em Toledo. Nesta quinta-feira (14), ele visita a Prati-Donaduzzi e o Biopark, além de conceder entrevistas. Silva retorna para Curitiba hoje, logo após o almoço. Na noite de quarta-feira (13), ele participou de um jantar com prefeitos, vereadores e lideranças da Linha Bangu e visitou a redação do JORNAL DO OESTE.

Em uma entrevista com o editor Márcio Pimentel, o chefe da Casa Civil disse que o “Governo do Paraná sabe onde quer chegar”. Ele justifica com três eixos: social, infraestrutura e oportunidade. “O Paraná é um estado rico e próspero e é inaceitável ainda ter pessoas abaixo da linha da miséria”, afirma ao complementar que o Paraná ficou atrasado em um modelo de infraestrutura, o que gera ônus e custos ao setor produtivo.

Silva ainda salienta que o governador Ratinho Junior possui a consciência da localização do Estado. “Estamos um local estratégico e, por isso, devemos mostrar a nossa terra de oportunidade e gerar riqueza para a sociedade. É preciso empreender, gerar riqueza e qualidade de vida aos paranaenses. Nós somos ricos. Somos uma potência e devemos nos organizar”.

O chefe da Casa Civil enfatiza que os projetos precisam avançar. “Precisamos vencer com a autoestima dos paranaenses, porque somos trabalhadores. Moramos em uma terra rica e fértil. Vamos mostrar para o Brasil quem somos e vamos levar o País para frente”.

 

AÇÕES

Uma das ações a serem realizadas para colaborar com o desenvolvimento é unificar em uma plataforma os serviços do Estado e, desta maneira, facilitar a imagem do governo e as suas ações.

O chefe da Casa Civil cita como exemplo um adolescente, de 16 anos. “A maneira como ele consome o entretenimento é diferente. Ele é mais digital. E com o Estado, como é a sua relação? Como ele paga o Detran? Como faz transferência? O governo estava atrasado neste quesito e estamos nos repaginando”.

Para ele, é preciso reconectar a demanda para essa nova realidade. “Há muitas iniciativas desenhadas e vamos organizar para ter uma interface diferente. Isso vai trazer mais agilidade ao governo”, relata ao complementar que um processo que pode demorar dias poderá ser resolvido com mais agilidade. “Com o processos digitalizado, todo o serviço estará em uma plataforma interface com o governo”.

 

CONFIANÇA

Para a promoção dessa ação e outras, a Casa Civil e todo o Governo precisam de uma gestão com planejamento e organização. “Temos comentado em todos os cantos do Paraná: ‘é um governo que sabe onde vai, que conhece as transformações necessárias e os eixos a serem seguidos”, relata Silva.

De acordo com o profissional, é preciso ter a capacidade de escutar, que é diferente de ouvir. “Escutar o que o Paraná tem a dizer. Durante o processo eleitoral conhecemos ideias maravilhosas. Também foi uma oportunidade de compreendermos que as regiões são diferentes e, por isso, carecem de ações distintas. O governador Ratinho Junior é humilde e com uma capacidade de trabalho imensa”, finaliza.