Toledo

Com baixas temperaturas cresce a procura por alimentos e bebidas quentes

(Foto: Divulgação)

A estação dos cobertores, das noites mais longas e do cachecóis também abre espaço para as sopas, caldos e pratos quentes. As delícias do inverno podem ser preparadas em casa ou saboreadas em um restaurante ou cafeteria junto com amigos ou familiares.

Apesar do frio intimidar as pessoas de saírem de casa, os cardápios especiais de inverno dos estabelecimentos são pra lá de convidativos. O proprietário de uma franquia em Toledo comenta que as opções preparadas especialmente para essa época do ano são as mais procuradas.

E para atrair os cliente nas noites frias, o local ainda preparou um buffet de caldos quentinhos e saborosos, uma estratégia que deu certo. “Nós estamos com o buffet de caldos nas quartas-feiras e o movimento de clientes tem sido tão bom quanto nos fins de semana”, conta o proprietário Antônio Luis Redressa.

 

DIFERENCIAL – Além dos caldos, os pratos de carnes, massas e petiscos também incrementam o cardápio de inverno. E para os clientes que não querem sair do aconchego de casa, mas não abrem mão de uma comida quentinha e diferenciada, o estabelecimento reforçou o atendimento de delivery. “Aumentou a procura pelo delivery principalmente porque estamos nas plataformas do iFood, e as pessoas também querem praticidade no inverno”, complementa.

 

CRESCIMENTO – Outro empresário que viu o movimento crescer nesta época do ano foi o proprietário de uma pizzaria Gervásio Mergen. Há 15 anos nesse ramo em Toledo ele conhece bem os gostosos e as preferências dos clientes.

Desde meados de junho ele observa um aumento de 20% na procura pelas pizzas. “A bebida gelada caiu, mas a procura pelas pizzas aumentou. Quando está mais frio também tem bastante pedidos para entregar pizzas”.

 

MAIS PROCURA – No período do inverno as cafeterias também aproveitam para incrementar o menu de chás, cafés e chocolates quentes. Se antes o movimento maior era no fim de tarde, agora no inverno, a proprietária de uma cafeteria Gabriela Muraro conta que a procura está sendo constante. “Começamos também com delivery porque tem muitas encomendas para entregar lanches e café nos locais de trabalho”.