Esporte

Com Reinier fora de Mundial, Branco diz que Flamengo 'não cumpriu acordo' com CBF

A CBF oficializou na tarde desta terça-feira que o meia Reinier, do Flamengo, não vai disputar o Campeonato Mundial Sub-17, que será disputado no Brasil e terá início no próximo dia 26. O jogador não foi liberado pelo clube carioca para participar da competição, o que deixou a entidade nacional bastante irritada.

Branco, coordenador das categorias de base da CBF, revelou em um pronunciamento à imprensa que o nome de Reinier foi retirado em cima da hora da lista de 21 jogadores inscritos no torneio, que foi enviada à Fifa nesta terça. Segundo ele, o Flamengo não cumpriu um acordo que tinha com a entidade para liberar o meia, que é reserva do time profissional rubro-negro.

"O motivo (para a ausência de Reinier) foi o não cumprimento de um acordo de cavalheiros que a gente tinha feito, da CBF com o clube", afirmou Branco. "Ele teria de voltar (à seleção) no dia 14, mas, como não se apresentou, a gente tomou a decisão de convocar o Pedro, que já fazia parte da nossa seleção, inclusive fez parte do torneio na Inglaterra", disse o dirigente, referindo-se a Pedro Lucas, do Grêmio, que foi convocado para o lugar do jogador flamenguista.

A CBF informou que Reinier, por não ter sido inscrito no Mundial, pode ser escalado pelo Flamengo durante o torneio, mas assim mesmo o clube entrou com um pedido de liminar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva para se garantir. O STJD ainda não se pronunciou sobre a demanda rubro-negra.

Sem Reinier, um dos jogadores mais talentosos de sua geração, a seleção brasileira sub-17 vai estrear no Mundial no dia 26, contra o Canadá, no Estádio Bezerrão, no Distrito Federal. A equipe do Brasil está no Grupo A, que tem também Nova Zelândia e Angola. O jogo contra os neozelandeses será no dia 29, também no Bezerrão, e o duelo com os angolanos está marcado para o dia 1º de novembro, no Estádio Olímpico de Goiânia.