Toledo

Concurso de Receitas Saudáveis acontece no dia 14 de novembro em Toledo

(Foto: Divulgação)

A Itaipu Binacional promove o Concurso de Receitas Saudáveis da Alimentação Escolar da Bacia do Paraná 3 e Oeste do Paraná. Em sua quarta edição, as receitas serão julgadas no dia 14 de novembro, às 14h, na Secretaria Municipal de Educação de Toledo.

O objetivo do Concurso é criar cardápios com alimentos da Agricultura Familiar para publicação no 4º Caderno de Receitas Saudáveis para a Alimentação Escolar da BP3 e Oeste do Paraná.

A nutricionista da Secretaria de Educação Luciana Zabine de Oliveira explica que o município possui cinco receitas inscritas e oito cozinheiros participam do concurso. “Os pratos devem ser desenvolvidos para a alimentação escolar e o preparo deve contemplar alimentos da agricultura familiar”.

De acordo com Luciana, o valor nutricional de cada receita é importante durante o processo de avaliação. “Os cozinheiros precisam utilizar o alimento em sua integralidade, como utilizar a casca, o talo ou a folha”.

Outro critério que será observado é a utilização de plantas condimentares ou plantas alimentícias não convencionais. “São plantas que podem ser consumidas e a finalidade é introduzi-la na receita”.

 

RECEITAS – No concurso, as receitas participantes são: panqueca de ferro da Escola Municipal São Luíz; iogurte de abacaxi da Escola Rural Santo Antônio; torta de repolho nutritiva da Escola Municipal Osvaldo Cruz; risoto nutritivo da Escola Municipal Amélio Dal Bosco e bolo de amendoim do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Constantina Henkel.

No dia 14 de novembro, cada equipe das escolas participantes deve servir o prato aos jurados. Eles são responsáveis por avaliar o sabor, a textura a apresentação da receita. “As profissionais da Secretaria vão avaliar a aplicabilidade, ou seja, se é nutritiva e se atende os quesitos, os quais contam pontos”, salienta Luciana.

Outro fator destacado pela nutricionista é a receita ser original. “O concurso é uma iniciativa para motivar as cozinheiras e para fortalecer a agricultura familiar da região”, enfatiza.

 

MUDANÇA DE HÁBITO – O concurso também busca estimular a aprendizagem dos estudantes por meio de uma boa alimentação; contribuir com a formação de hábitos alimentares saudáveis e fortalecer a economia local, por meio da compra de alimentos da agricultura familiar ou orgânica.

Além disso, o concurso também visa resgatar e cultivar a sabedoria popular das plantas medicinais, condimentares e Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs) e viabilizar a organização de hortas escolares e comunitárias com o cultivo orgânico.