Toledo

Congresso da Abraves encerra com debate sobre saúde pública e mercado

Congresso reuniu especialistas de vários países envolvidos com a suinocultura (Foto: Divulgação)

O último dia do XIX Congresso Nacional Abraves e I Congresso Internacional Abraves discutiu dois importantes temas para a cadeira produtiva: Salmonella e Mercado. No início da manhã, a representante da Embrapa, Jalusa Kich, falou sobre as novas regras para a inspeção e o papel da Embrapa neste cenário.

Os participantes também acompanharam discussões sobre o controle da salmonella com perspectivas na visão da indústria e da universidade, com a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Marisa Cardoso e o médico veterinário Fabrício Delgado.  Os convidados apresentaram resultados de pesquisas que contribuem para a melhora na produção nas propriedades e ainda ressaltaram os principais cuidados para evitar a contaminação pela bactéria da salmonella.

No início da tarde, o médico veterinário José Piva, que possui experiência de mais 40 anos na cadeira produtiva de suínos no Brasil e nos Estados Unidos, apresentou dados sobre o mercado internacional, e os principais desafios e vantagem no Brasil neste contexto.

A Abraves Paraná encerra a 19ª edição do Congresso Nacional Abraves com saldo positivo. Para o presidente da Abraves Paraná, Ton Kramer, o Congresso é um marco para a suinocultura e especialmente para Toledo. “Fomos muito bem recebidos e acolhidos pela comunidade toledana”. O alto nível técnico das palestras também é considerado por Kramer um dos grandes diferenciais do evento.

A próxima edição do Congresso Nacional Abraves está marcada para 2020, e acontecerá na cidade de Porto Alegre/RS, sob responsabilidade da Abraves, regional Rio Grande do Sul.