Região

Crea-PR constata que 83% de obras e serviços em Foz apresentam irregularidades

Entre os dias 5 e 9 de agosto, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), Regional Cascavel, realizou em Foz do Iguaçu uma operação de intensificação de fiscalização em obras, comércios e grandes empreendimentos na cidade como shoppings e hotéis. A ação contou com a participação dos agentes de fiscalização e inspetores do Crea-PR.

Ao todo, foram fiscalizadas 159 obras e serviços. Foram verificadas a manutenção de elevadores; sistema de ar condicionado e refrigeração; instalação de sistemas de geração de energia; manutenção industrial mecânica e elétrica; engenharia de segurança do trabalho e controle de insetos e pragas.

Os fiscais do Crea-PR identificaram 132 obras/serviços com irregularidades (83%). Em 27,7% dos locais fiscalizados os profissionais responsáveis pelas obras e serviços não possuíam a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) ou projeto.

A operação também constatou um dado preocupante: o exercício ilegal da profissão. Em 40,8% das obras e serviços fiscalizados não contavam com um profissional habilitado e 65 empresas fiscalizadas estavam executando obras e serviços de engenharia sem o devido registro do Crea-PR. Apenas seis dessas empresas possuíam registro junto ao Crea-PR, porém, sem o responsável técnico habilitado. Outras três empresas estavam operando com o registro cancelado.

De acordo com o gerente regional do Crea-PR Cascavel Geraldo Canci, o levantamento aponta preocupação com o grande número obra e serviços de engenharia sendo executados sem a participação de profissional habilitado. “Isso pode colocar em risco a segurança das pessoas e a vida útil dos empreendimentos”, alerta.

Agora, a partir do resultado desse levantamento, o Crea-PR irá notificar os responsáveis para fim que regularizarem as pendências. “Quem não se regularizar sofrerá as implicações da legislação com multas, se necessário”, afirma Canci.