Região

Crea-PR vai fiscalizar montagem do Show Rural Coopavel

(Foto: Divulgação)

O Show Rural Coopavel 2019 espera receber um público que pode chegar a 250 mil pessoas entre os dias 4 a 8 de fevereiro. Um alto número de visitantes em uma das maiores feiras de inovação e tecnologia do agronegócio exige uma rigorosa fiscalização na montagem de toda a estrutura, desde estandes até a parte elétrica.

Pensando nisso, fiscais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) estarão no parque a partir das 9h da quinta-feira (31) para fiscalização das obras de montagem e para orientações gerais. “O Show Rural Coopavel é um grande evento, importante não só para nossa região, mas para o desenvolvimento do país. Sempre tivemos uma boa parceria com a feira, e a questão na segurança de todos, dos visitantes, dos expositores e até dos animais que estarão em exposição é de fundamental importância para nós”, ressalta Geraldo Canci, gerente do Crea-PR em Cascavel.

“Olharemos, sobretudo, a montagem de estrutura metálica, instalações elétricas temporárias, instalações de equipamentos de ar-condicionado, montagem de estandes, projeto de prevenção contra incêndio, entre outras”, explicou o gerente. “Para termos ideia da dimensão dos cuidados que devemos ter, somente a cobertura das ruas que cortam o parque chega a 15 quilômetros”, continua ele.

 

PROFISSIONAL HABILITADO

Por se tratar de um evento de grande porte, com número elevado de pessoas transitando no local e 520 expositores, é imprescindível zelar pela segurança e bem-estar da sociedade. E, para isso, se faz necessária a participação de responsável técnico habilitado para a execução de inúmeras atividades relacionadas à engenharia na feira.

“A falta de um profissional habilitado no acompanhamento das atividades executadas pode ocasionar riscos à população. Existem vários exemplos de acidentes com vítimas ocorridas em feiras e eventos desse porte. Um dos principais riscos nas instalações temporárias é a descarga elétrica ocasionada pelo manuseio incorreto dos cabos. A falha instalação dos fios elétricos pode provocar um curto-circuito, gerando danos materiais, incêndio e, em alguns casos, vítimas fatais”, finaliza Canci.