Região

Deputada Luciana reivindica centro regional de atenção a dependentes químicos para Francisco Beltrão

(Foto: Divulgação)

Em requerimento aprovado na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) esta semana, para ser enviado à Secretaria de Estado da Saúde (SESA), a deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) solicita ao secretário Beto Preto a criação de um Centro Regional de Acolhimento e Tratamento de Dependentes Químicos em Francisco Beltrão. A intenção é de assegurar atenção especializada às demandas por esses cuidados oriundas dos 42 municípios do Sudoeste do Paraná.

A SESA não tem estimativas sobre o número de dependentes químicos no Paraná, mas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), considera-se que cerca de 6% da população de um território encontrem-se nessa condição. Isso representa em torno de 680 mil pessoas no estado. A deputada lembra que o tratamento e a atenção a esse público no Sistema Único de Saúde (SUS) se dão por meio das unidades básicas (portas de entrada), pelas unidades de pronto atendimento (UPAS) ou pelos Centros de Atenção Psicossocial, os CAPs, que possuem em grandes municípios os serviços especializados para Álcool e Drogas, os chamados CAPs AD.

“Devido ao aumento considerável de dependentes químicos que é percebido no estado, especialmente nos municípios do interior, que são mais desassistidos em estruturação da rede de atenção, torna-se necessária uma ação mais eficaz no atendimento das demandas regionalizadas”, afirma a deputada, justificando assim o requerimento aprovado na ALEP.