Esporte

Desfalcado, Flamengo mostra força, bate o Atlético-MG e abre 8 pontos do Santos

Os quatro desfalques não impediram o time do Flamengo de repetir mais uma boa atuação no Campeonato Brasileiro, nesta quinta-feira, ao derrotar o Atlético-MG, por 3 a 1, no Maracanã. Sem Rodrigo Caio, Filipe Luis, Arrascaeta e Gabriel, o time rubro-negro chegou aos 55 pontos e abriu oito de Santos e Palmeiras, a 14 rodadas do fim da competição. A equipe mineira, com 31 pontos, ficou na 11ª colocação.

Os dois times voltam a jogar no domingo pela competição nacional. O Flamengo vai visitar o Athletico-PR, em Curitiba, às 16 horas. O Atlético-MG recebe o Grêmio, às 19 horas, no Estádio Independência.

O primeiro tempo foi de apenas um time. Com cerca de 70% de posse de bola, o Flamengo teve total domínio do jogo, mas teve dificuldades para furar o bloqueio armado pela zaga mineira composta por Iago Maidana, Igor Rabello e Leonardo Silva.

Sem conseguir penetrar na área do goleiro Wilson, o time carioca abusou das bolas alçadas na área. Sem sucesso. Os melhores lances surgiram por intermédio de deslocamentos pela lateral do campo. Do lado direito, com Rafinha, e no esquerdo, com Vitinho.

Depois de tanto tentar a infiltração na área, os flamenguistas passaram a arriscar de longe e deram trabalho para o goleiro Wilson, autor de boas defesas nos chutes perigosos de Rhodolfo e Rafinha.

Mas o único gol da primeira etapa saiu mesmo em cobrança de escanteio. Vitinho bateu na primeira trave e Willian Arão se antecipou ao zagueiro Iago Maidana para abrir o placar, aos 36 minutos.

O Atlético-MG voltou para o segundo tempo com Marquinhos no lugar de Ricardo Oliveira, que praticamente não pegou na bola por causa da forma defensiva adotada pelo time mineiro.

O segundo tempo começou também com o Flamengo no ataque. Reinier e Bruno Henrique assustaram o goleiro Wilson. Parecia que seria tranquilo para os cariocas. Mas, aos cinco minutos, Nathan recebeu de Vinícius na entrada da área, passou por três zagueiros, driblou Diego Alves e marcou um golaço: 1 a 1.

O Flamengo e os mais de 60 mil torcedores sentiram o gol. O time ficou atordoado em campo e o Atlético-MG aproveitou para ir mais ao ataque.

Mas o talento sempre é um fator de desequilíbrio. Vitinho, em jogada individual, passou por Patric, Iago Maidana e bateu colocado no canto esquerdo de Wilson: 2 a 1. O atacante, que não marcava um gol havia nove jogos, não festejou, pois tem sido muito cobrado pela torcida.

A atmosfera no Maracanã voltou a ficar toda favorável para a equipe rubro-negra, que voltou a pressionar e forçou boa participação de Wilson. Mas o goleiro não contava com uma falha geral da zaga. A bola acabou sobrando livre para Reinier fazer 3 a 1.

O clima de festa pareceu mexer mais uma vez com os jogadores em campo. Depois do momento de insegurança na hora do empate, o time do Flamengo demonstrou desconcentração nos minutos finais. Com isso, Marquinhos surgiu livre na grande área e quase fez o segundo do Atlético-MG.

O Flamengo voltou a reagir e marcou forte a saída de bola mineira, sob os gritos do técnico Jorge Jesus. A torcida foi à loucura, gritou "olé" e já previu que o time será "campeão".

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 1 ATLETICO-MG

FLAMENGO - Diego Alves; Rafinha, Rhodolfo, Pablo Mari e Renê; Willian Arão, Gerson, Reinier (Vinícius) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Vitinho (Lucas Silva). Técnico: Jorge Jesus.

ATLÉTICO-MG - Wilson; Patric, Iago Maidana, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Nathan, Elias (Bruninho), Cazares (Di Santo) e Vinícius; Ricardo Oliveira (Marquinhos). Técnico: Rodrigo Santana.

GOLS - Willian Arão, aos 36 minutos do primeiro tempo. Nathan, aos 5, e Vitinho, aos 15 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

CARTÕES AMARELOS - Iago Maidana, Fábio Santos.

RENDA - R$ 3.162.223,50.

PÚBLICO - 58.788 pagantes (63.385 no total).

LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).