Esporte

Douglas Brose conquista a prata e bate recorde de medalhas na história do karatê em Jogos Pan-Americanos

Mais uma medalha para a coleção de Douglas Brose. Dessa vez ele não conseguiu repetir o feito de 2015, quando venceu os Jogos Pan-Americanos no Canadá. No entanto, a derrota na final para o chileno Joaquín González não estragou o brilho da medalha de prata conquistada pelo brasileiro.
Ao todo foram cinco lutas. Empate contra Andrés Rendón (Colômbia), vitória sobre Agustín Farah (Argentina) e novo empate, dessa vez contra Maximiliano Larrosa (Uruguai). Na semifinal, Brose venceu Jovanni Martinez (Venezuela) e, na grande final, perdeu para Joaquín González (Chile). “Minha avaliação é positiva. Vejo como um bom resultado essa medalha de prata. Claro que eu gostaria do ouro, mas infelizmente meu jogo não encaixou contra o chileno. De qualquer forma, fiquei feliz em conquistar minha quarta medalha em Jogos Pan-Americanos. Entrei para a história e quebrei o recorde na minha categoria do karatê. Até então, ninguém tinha conquistado tantas medalhas. É motivo de orgulho para mim, sei que é algo difícil de conseguir”, destacou o atleta, que soma duas medalhas de bronze, uma de prata e outra de ouro.
Sem pausa para descanso, Douglas Brose retoma os treinamentos e foca nas etapas da Liga Mundial. Até o próximo mês, o lutador segue rotina de treinos em Florianópolis e, no dia 24, viaja ao Japão para participar de um training camp. “Não é o momento de descanso. Ainda tenho muita competição pela frente. Em breve retornam as etapas do circuito mundial e o foco segue sendo o ranking olímpico. Preciso continuar pontuando bem para conquistar uma vaga na Olimpíada do ano que vem. Esse é o grande objetivo”, concluiu.