Toledo

Em obras: 15 ruas do Jardim Concórdia estão recebendo asfalto novo

Trabalho começou na segunda-feira e está sendo executado pela Emdur (Foto: Matheus Weizenmann)

A Prefeitura de Toledo executa a recuperação asfáltica de 15 vias do Jardim Concórdia. A execução global, material e mão de obra, ficou por conta da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural (Emdur). Os serviços que estão sendo realizados são de recapeamento asfáltico, sinalização e readequação de galerias de águas pluviais. As obras iniciaram na segunda-feira (10) e os investimentos somam mais de R$ 2,3 milhões.

O prefeito Lucio de Marchi disse ter conversado com alguns moradores “e vimos a necessidade de cada uma deles. Claramente as ruas já estavam deterioradas e necessitavam urgentemente de melhorias. O processo junto à Emdur está sendo agilizado de forma precisa para que garanta um bom tráfego para todos”, destacou.

Para o diretor da Emdur Rodrigo Salles, o Jardim Concórdia pode ser considerado como um “oásis protegido por vias rápidas e ao leste pela Rodovia BR 163”. Essencialmente residencial, o bairro tem um ritmo próprio, quase bucólico. Sua infraestrutura é completa e conta com escola, CMEI, comércio local, bares e restaurantes e recentemente foi instalado o Parque das Araucárias como área de convivência entre famílias e praticantes de corridas e caminhadas.

 

SEGURANÇA - Os moradores do bairro aprovam as obras. A casa do Manuel do Espírito Santo fica na rua Ângelo Massola. Ele se demonstrou contente com as obras. “Já faz 14 anos que moramos aqui. Muitas vezes vemos carros passando em alta velocidade, o que pode causar um acidente. Com uma rua cheia de buracos isso fica pior ainda. O asfalto estava ruim, não posso mentir, mas agora já dá pra vê que melhorou praticamente cem por cento. O fluxo de caminhões é enorme aqui, mas daqui uns dias não vamos mais nos queixar. Está ficando ótimo”, salientou.

Quem afirmou também que as ruas não estavam em boas condições de tráfego é a Maria Aparecida. Ela estava insatisfeita com a situação da via. “Não vejo a hora das obras finalizarem e a gente poder circular de uma forma mais segura. Tinha que melhorar, realmente. Não estava fácil. É perigoso. Mas agora as coisas estão ficando boas”, acrescentou Maria.

João Maurício Moll mora no bairro há 18 anos. Sua esposa, Judite Martelo Moll, é cadeirante. Ele relata sobre as dificuldades de trafegar em ruas danificadas. “Minha esposa sofreu um câncer e infelizmente ficou dependente da cadeira de rodas. Necessitamos de melhorias no local de forma rápida, anteriormente algumas pessoas da prefeitura estiveram visitando o bairro e afirmaram que logo seria realizado obras. Estamos contentes agora e esperamos que fique tudo bom”, afirma o morador.

A nova moradora, Roseli de Mattos está há pouco tempo no bairro. Há 8 meses ela veio de Curitiba para cuidar da mãe. “Está ficando um lugar muito bonito. É um ambiente agradável onde as pessoas gostam de morar. Estamos satisfeitos em ver que os compromissos com os moradores estão sendo cumpridos”, definiu Roseli.