Estado

Governo entrega mapeamento de áreas de risco de Marmeleiro

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e o Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG) entregaram o mapeamento de áreas de risco de Marmeleiro, região sudoeste do Estado. O documento, de caráter orientativo, apresenta as características do meio físico para fins de planejamento urbano no município com dados sobre as áreas de risco para ocupação humana dando ênfase às áreas suscetíveis a escorregamentos de encostas.

O prefeito de Marmeleiro Jaimir Darci Gomes da Rosa acredita que o mapeamento fará do município um lugar melhor para se viver. “Nós vamos conseguir planejar o nosso município de forma para que no futuro nós não venhamos a ter os problemas que temos agora”, disse.

O secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti, disse que tecnicamente, o prefeito, os secretários municiais e a sociedade terão acesso a essas informações e poderão sempre tomar a melhor decisão na análise de que o rio não invadiu o território e sim que ele foi invadido. Segundo ele, é necessário o entendimento de que “precisamos conviver com algo errado que foi feito e que é necessário de maneira mais correta administrar as possibilidades de conviver com os problemas que causamos pelo mau uso dos espaços e de agora em diante não cometer mais enganos”.

No Paraná, cerca de 20 municípios já possuem esse relatório. Marmeleiro é um dos mais recentes do Sudoeste a receber esse projeto.

 

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Também foram assinados Termos de Cooperação Técnica entre o ITCG e as prefeituras de Salto do Lontra e Nova Prata do Iguaçu. Os documentos são o primeiro passo para o Instituto dar início ao processo de regularização fundiária de imóveis rurais nos dois municípios.

“É uma regularização fundiária que está sendo trabalhada junto aos agricultores que não tem a documentação correta de seu terreno”, explicou o prefeito de Salto do Lontra Marcelo Baú. Segundo ele, os agricultores possuem a posse do imóvel mas os documentos têm algum tipo de problema que será resolvido através da parceria com o ITCG. “As instituições envolvidas estão trabalhando para resolver esses problemas e entregar os documentos definitivos da terra para que os produtores possam ter acesso a empréstimos e ter segurança jurídica”, disse o prefeito.

“O governador Beto Richa, desde 2011, determinou que fossem feitas parcerias com as prefeituras para que fosse atendido o maior número de agricultores familiares do estado”, disse o presidente do ITCG Amílcar Cabral.