Economia

Ibovespa opera em queda com exterior misto, pesquisa Ibope e atividade fraca

O Ibovespa opera nesta primeira etapa do pregão em queda com os investidores atentos à sinais de fraqueza da economia brasileira e diante da baixa popularidade do presidente da República Jair Bolsonaro que se mantém. Pouco antes do fechamento deste texto, o índice à vista operava em baixa de 0,87%, aos 95.087,77 pontos.

Agora pela manhã, três notícias impactaram negativamente o humor dos participantes do mercado acionário, que vinha esperançoso após a vitória com folga ontem da reforma da Previdência na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara. Pesquisa CNI/Ibope mostrou que a avaliação positiva (ótimo e bom) do governo de Bolsonaro variou de 34% para 35% entre março e abril.

Já o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mais cedo mostrou fechamento de 43.196 vagas. Essa notícia, aliada à divulgação pela Receita Federal de queda real de 0,58% na arrecadação de março, que somou R$ 109,854 bilhões, fazem analistas acenderem o sinal amarelo para a recuperação da economia brasileira.

"Os dados negativos do Caged mostram que a economia está fazendo água por causa da demora na resolução de questões importantes, como as reformas", diz Luiz Mariano De Rosa, sócio da Improve Investimentos. Por outro lado, ressalta, a vitória ontem com relação às novas regras para a aposentadoria "abre espaço para acreditar que há luz no fim do túnel".

Ainda na agenda de hoje, o investidor fica de olho no que vai dizer o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participa de evento no Palácio do Planalto.

No radar, também está sessão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que pode analisar processo sobre suposta conduta anticompetitiva de seis bancos no mercado de crédito consignado: Santander, Itaú, Caixa, BRB, Banrisul e Bradesco.

As principais commodities que influenciam as ações de empresas brasileiras recuam nesta manhã. A cotação do minério de ferro no porto de Qingdao, na China, caiu 1,04%. Já os contratos futuros de petróleo do tipo Brent recuavam 0,01% enquanto do WTI cediam 0,15%, às 11h04.