Economia

Juros recuam com MP das aéreas e antes de votação de reforma administrativa

Os juros futuros operam com viés de baixa na manhã desta quarta-feira, 22, após a Câmara ter aprovado a Medida Provisória 863 que permite até 100% de capital estrangeiro nas empresas aéreas. A Casa também deve votar nesta quarta a MP 870, que trata da reforma administrativa, considerada mais um teste para a capacidade de articulação do governo Bolsonaro em meio a várias crises políticas.

Além disso, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) deve votar à tarde a admissibilidade da proposta de reforma tributária apresentada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP), com coletiva prevista para as 15 horas. Ainda na agenda desta quarta, os mercados em geral aguardam pela ata do Federal Reserve (15h).

Às 9h25, o DI para janeiro de 2021 estava em 6,84%, de 6,87% no ajuste de terça-feira. O DI para janeiro de 2023 exibia 8,01%, de 8,05%, enquanto o vencimento para janeiro de 2025 marcava 8,60%, de 8,63% no ajuste anterior.