Região

Limpeza às margens da BR-163 é responsabilidade do DNIT

Reclamações sobre o mato alto têm sido constantes (Foto: Divulgação)

A manutenção e a limpeza das marginais da BR-163, mesmo no trecho em que a rodovia federal corta o perímetro urbano de Marechal Rondon, são de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. A explicação é do secretário rondonense de Agricultura e Política Ambiental, Leandro Dadalt.
O secretário fez a manifestação, em razão de constantes apelos e reclamações de motoristas e moradores dos bairros cortados pela rodovia, descontentes com a falta de manutenção, limpeza e roçada das marginais. Dadalt informou que já entrou em contato com o escritório do DNIT em Curitiba, solicitando a tomada de providências. 
“Isso não é de responsabilidade da prefeitura, e inclusive não temos autorização para fazer serviços na faixa de domínio. Por isso, estamos solicitando que o DNIT execute a limpeza das margens da rodovia, para garantir o conforto e a segurança aos usuários”, explicou Leandro Dadalt. 
O secretário informou ainda, que solicitou providências ao órgão de transporte federal quanto ao acúmulo de água das chuvas em vários pontos do trecho urbano da BR-163. Pela falta de drenagem, enormes poças de água têm ocasionado transtornos e causado perigo de acidentes, principalmente no entorno dos viadutos da AACC e do acesso a Nova Santa Rosa.