Toledo

Mercado de trabalho apresenta reação e está cada vez mais exigente

“Uma pessoa com um certificado já sugere um olhar e uma atenção especial dos profissionais de RH”, diz gerente do Senai.
O município de Toledo registrou saldo positivo na geração de empregos no mês de setembro (Foto: Arquivo J.O.)

A oferta de emprego na região apresenta uma reação. Toledo registrou saldo positivo na geração de empregos no mês de setembro. O balanço geral do mês de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foi de 1.508 contratações e 1.365 desligamentos, com saldo positivo de 143. No acumulado do ano o cenário também é animador. Foram 15.347 admissões e 14.825 demissões com saldo positivo de 522.

Na Agência do Trabalhador de Toledo, as oportunidades são em várias áreas como saúde, serviços, mecânica e principalmente industrial. Na última quinta-feira (8) eram 70 vagas de emprego, algumas exclusivas para Pessoas com Deficiência (PCD) ou reabilitados do INSS.

No entanto, a maioria das vagas tem como requisito uma qualificação na área. Um conhecimento essencial para executar o serviço. “A grande maioria dos trabalhadores que busca uma oportunidade de emprego esbarra na qualificação profissional, pois as empresas estão a cada dia mais exigente quanto a contratação. Sabemos que, com os avanços tecnológicos, o empregador exige do candidato a necessidade de conhecimentos básicos em informática e aparelhos tecnológicos”, comenta o gerente da agência Valduir Fernando Ferreira de Quadra.

Ele observa que o trabalhador precisa buscar essa qualificação para pleitear uma vaga. “Entendemos das dificuldades que é passar pelo desemprego, porém o mercado competitivo exige dos candidatos sempre algo a mais, sendo entre eles os cursos técnicos profissionalizantes”, comenta ao reforçar as indicações dadas na Agência. “Estamos sempre cobrando dos candidatos que busquem as instituições que ofereçam os cursos básicos e técnicos para aumentar as chances de contratação ao se candidatar a uma vaga”.

 

PREPARAÇÃO

Uma opção para se preparar para este mercado exigente são os cursos técnicos ou profissionalizantes oferecidos por instituições como o Senai e o Senac. A gerente do Senai em Toledo Eliane Ritter conta que tem crescido a procura por estes cursos. “Estamos sentindo uma reação da economia e o mercado está exigindo qualificação”.

Ela enfatiza que a grande procura pelos cursos tem sido no segundo semestre e as opções na área gastronômica e de automação são as que fecham turmas mais rápido. “Uma pessoa com um certificado já sugere um olhar e uma atenção especial dos profissionais de RH”, enfatiza.

Na unidade do Senac em Toledo a gerente executiva Margarete Silva Freitas enfatiza que muitos empresários buscam candidatos para atuar no mercado na própria instituição. “Eles vem na escola em busca do perfil ideal para a vaga”. A instituição oferece opções nas áreas de gastronomia, serviços, saúde e administração. Alguns cursos são gratuitos, uma facilidade que ainda é desperdiçada. “Nós percebemos que os cursos gratuitos não tiveram demanda. Então existe uma necessidade de uma pró-atividade, da pessoa buscar essas opções. A oportunidade não bate na sua porta, se não buscar se profissionalizar não vai estar no mercado de trabalho”, enfatiza Margarete ao lembrar que a pessoa precisa buscar a atualização constantemente. “Para permanecer no mercado tem que profissionalizar, se não, o próprio mercado pode tirar essa pessoa da vaga”.

 

CURSOS

Na unidade do Senai em Toledo Eliane Ritter explica que, em um curso de qualificação o aluno dedica no mínimo 160 horas em aulas e no máximo 380 horas, conforme a ementa e os conteúdos. Já os cursos técnicos vão de um ano e meio a dois anos e a grande procura são de cursos de comandos elétricos, industriais, alinhamento de sistema industrial, ferramenta de qualidade, entre outros.

No Senac, o carro chefe é o curso técnico em enfermagem, que segundo a Margarete Silva Freitas têm uma oferta maior de vagas. Os cursos na área de beleza, gastronomia e gestão e comércio também são muito procurados.