Economia

Meta do governo com desestatização é de US$ 20 bi, esclarece assessoria de Mattar

A assessoria de imprensa do secretário especial de Desestatização e Desinvestimento, Salim Mattar, do Ministério da Economia, esclareceu nesta quinta-feira, 27, que a meta do governo para desestatizações não é de R$ 20 bilhões, como havia sido dito mais cedo na capital paulista, mas, sim, de US$ 20 bilhões. E que o total já arrecado no acumulado do ano é de US$ 12,9 bilhões, não de R$ 12,9 bilhões, como havia sido informado por ele anteriormente.

Em apresentação a empresários, o secretário especial afirmou que o governo deve arrecadar de R$ 80 bilhões a R$ 100 bilhões em 2019 com desestatizações.

Em apresentação feita há um mês, Mattar havia falado em US$ 12,1 bilhões de total arrecadado acumulado no ano.

Mattar também disse que, em resposta à pergunta de um participante do evento, que a tendência é fechar o BNDESPar.

"Enquanto tivermos pobre na rua, não temos o direito de ter uma empresa de participações, temos de zelar pela qualidade de vida do cidadão", afirmou o secretário. "O BNDES não empresta mais para empresas grandes, porque não precisam, não se justifica", acrescentou.