Esporte

Nenê alerta companheiros do Fluminense: 'É tipo de jogo que o Corinthians gosta'

Um dos destaques do Fluminense no empate sem gols contra o Corinthians, na semana passada, em São Paulo, no jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, o meia Nenê fez nesta quarta-feira um alerta aos seus companheiros para o duelo de volta desta quinta, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

"Temos a vantagem de jogar em casa, mas vai ser um jogo muito equilibrado. É o tipo de jogo que eles (Corinthians) gostam. Vamos fazer o nosso jogo, buscar o gol a todo momento e ter cuidado com o contra-ataque, que é o forte do time deles. Temos que neutralizar essa parte. O mais importante vai ser o foco. Esse tipo de jogo é definido no detalhe", disse o veterano de 38 anos, que ostentou o fato de ter corrido 11 quilômetros na primeira partida.

"Fiquei muito feliz com esses dados e me senti bem durante o jogo. No primeiro tempo, senti um pouco mais o ritmo, mas depois me senti bem. Estava correndo bastante e ainda tive gás. Espero contribuir também nessa parte", afirmou o meia.

Nenê aproveitou para descrever como foi a semana de trabalho do técnico Oswaldo de Oliveira, que vai ficar no banco de reservas pela primeira vez em sua terceira passagem pelo clube das Laranjeiras. "A semana foi bastante intensa. Vimos muitos vídeos. Ele frisou bastante em relação ao setor defensivo para estarmos preparados. Na frente o time está indo bem. Ele conversa bastante, tenta criar algumas coisas além do que a gente já estava trabalhando. A gente vai ver o dedo dele no jogo desta quinta", comentou.

Em 18.º lugar no Campeonato Brasileiro, Nenê destacou a importância da Copa Sul-Americana para os jogadores. "É crucial para o clube. Não só para o clube como para nós, que sofremos um pouco no Brasileiro. Temos que aproveitar e dar a vida. São mais quatro jogos para conquistar um título que o clube nunca conquistou. Além da vaga direta na Libertadores. É um foco a mais para todo mundo trabalhar. Conquistar essa Copa é uma oportunidade única. Para todo mundo e para nós, jogadores, que queremos colocar nosso nome na história do clube", completou.