Esporte

Operário perde para o Bragantino fora de casa

(Foto: Ari Ferreira/Bragantino)

O Operário Ferroviário perdeu para o Bragantino-SP, na noite desta segunda-feira (12), pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O jogo aconteceu no Estádio Nabi Abi Chedid e terminou com placar de 4 a 0. Com o resultado, o Fantasma segue com 21 pontos.

O time da casa abriu o placar aos 15 minutos do primeiro tempo, com gol de Matheus Peixoto. Léo Ortiz ampliou aos 28 minutos. Na segunda etapa, os gols saíram aos 42 e 45 minutos, com Tubarão e Ytalo. 

O alvinegro iniciou o jogo com André Luiz, Danilo Báia, Lázaro, Edson Borges, Peixoto, Chicão, Índio, Marcelo, Cleyton, Cléo Silva e Bruno Batata. No segundo tempo, entraram Julinho, Lucas Batatinha e Jean Carlo para saída de Índio, Edson Borges e Cleyton.

Em entrevista coletiva, o técnico Gerson Gusmão falou sobre a partida. “Jogamos contra uma grande equipe, que estava em uma noite boa, e nós estávamos muito abaixo do que podemos render, do que precisamos render, do que a competição exige. Foi um resultado justo por aquilo que a gente não conseguiu fazer. E agora temos uma semana para trabalhar, recuperar alguns jogadores. Nós sabíamos que teríamos dificuldades pelas mudanças; quando se muda muito a equipe, se mexe na estrutura, as coisas ficam complicadas, mas algumas alterações a gente tem que fazer por necessidade, outras por ordem médica. Procuramos colocar em campo aqueles atletas que estavam em melhores condições. Infelizmente, estávamos muito abaixo do que podemos render e acabamos perdendo por um resultado elástico.”

O próximo compromisso do Fantasma pela Série B acontece no dia 20 de agosto contra o Guarani-SP, às 19h15, no Estádio Germano Krüger.


FICHA TÉCNICA

Bragantino 4x0 Operário
Campeonato Brasileiro Série B – 16ª rodada
Estádio Nabi Abi Chedid – 12/08/19 – 20h

Bragantino: Julio Cesar, Aderlan (Tubarão), Léo Ortiz, Ligger, Edimar, Barreto, R. Ryller (Pio), Matheus Peixoto (Morato), Ytalo, Wesley e Claudinho. Téc: Antonio Carlos Zago
Banco: Alex Alves, Lucas Ramon, Baralhas, Pedro Naressi, Roberson, Rayan, T. Ribeiro, Anderson e Rafael Silva.

Operário: André Luiz, Danilo Báia, Lázaro, Edson Borges (Lucas Batatinha), Peixoto, Chicão, Índio (Julinho), Marcelo, Cleyton (Jean Carlo), Cléo Silva e Bruno Batata. Téc: Gerson Gusmão.
Banco: Rodrigo Viana, Alisson, Jardel, Revson e Schumacher.

Gols: 1T 15’ Matheus Peixoto, 1T 28’ Léo Ortiz, 2T 42’ Tubarão e 2T 45’ Ytalo (Bragantino)

Árbitro: Alisson Sidnei Furtado
Árbitro Assistente 1: Fabio Pereira
Árbitro Assistente 2: Cipriano da Silva Sousa
Quarto Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Analista de Campo: Jose Henrique de Carvalho