Região

Paranhos reforça compromisso com Fundetec na abertura de seminário

O 6º Seminário Mercosul de Bebidas, promovido pela Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico(Fundetec), levou a Cascavel na quarta-feira (8) especialistas para debater informações e inovações sobre todas as etapas produtivas de bebidas alcoólicas, não alcoólicas e funcionais.

Estudantes, empresários e técnicos de cerca de 30 municípios do Oeste participaram do seminário que ofertou palestras e minicursos voltados à produção, comercialização e harmonização de bebidas. O seminário integra as ações do aniversário de 66 anos de Cascavel.

Em seu pronunciamento na abertura do seminário, o prefeito de Cascave, Leonaldo Paranhos aproveitou para reafirmar o compromisso da atual administração em tornar a Fundetec uma referência na pesquisa e também na agilidade dos processos. "Um dos nossos grandes desafios é tornar a nossa cidade dinâmica. Temos aqui, na Fundetec, uma bela estrutura física e também o maior patrimônio que são os nossos servidores. E entendo que o Poder Público ainda deve muito àFundetec", disse o prefeito.

Entre os muitos desafios da Fundetec, Paranhos destacou a consolidação do laboratório da fundação que ainda depende de ações "políticas e administrativas". "Estou aqui para confirmar essa decisão e garantir ao nosso quadro de servidores os investimentos e dar vazão as ideias, aos estudos e aquilo que é feito pela Fundetec e que muitas vezes fica cercado dentro do laboratório. Vamos transformar Cascavel nessa grande referência que é".

Alcione Gomes, presidente da Fundetec, que está na China, integrando comitiva paranaense em missão oficial, através de vídeo, deu as boas-vindas aos participantes do seminário lembrando que a Fundetec está aberta para que "pesquisadores, empresários, estudantes ou mesmo o cidadão comum aprendam mais e tirem suas dúvidas sobre o mundo dos vinhos, do café gourmet, geleias artesanais, bebidas bioativas e outros assuntos".

O consultor do Sebrae/PR Emerson Durso lembrou que Cascavel e o Oeste do Paraná são conhecidos no mundo pela produção de proteína animal, oleaginosas e também por estimular de alternativas de atividades aos produtores rurais e pequenos empresários. O consultor ressaltou o que o consumo de bebidas de qualidade é uma tendência crescente e abrem grandes oportunidades de negócio.

"Poucos sabem, mas as cachaças do Paraná são premiadas e no Oeste temos produtos de altíssima qualidade que ainda não ganharam visibilidade. Então, o segmento de bebidas, de fato, é uma oportunidade de negócio importante para o empreendedor, seja ele rural ou urbano", completou.

O representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Péricles Macedo Fernandes destacou a importância do seminário para troca de informações. Pela sexta vez participando do seminário, Macedo disse que além de trazer todas as regulamentações e a visão geral do Ministério para o setor de bebidas, o seminário proporciona a "coleta de informações para aprimorar todos os processos".