Região

Pato Bragado busca reforçar rede de apoio aos direitos das crianças e adolescentes

Segundo módulo de capacitação deve resultar num plano de ação visando à organização e direcionamento do trabalho em rede (Foto: Marili Koehler)

Profissionais do Cras, Creas, Projeto Piá, Secretaria de Educação e Cultura, Secretaria de Saúde, Conselho Tutelar e Colégio Estadual de Pato Bragado, todos integrantes da Rede de Proteção às Crianças e Adolescentes, participaram na terça-feira (7) do segundo módulo de capacitação que deve resultar num plano de ação visando à organização e direcionamento do trabalho em rede.

Conforme a pedagoga e psicóloga responsável pela capacitação Valdirene Sutil Rafaeli, na primeira etapa, no último dia 31, foram realizadas amplas abordagens e discussões sobre a humanização e especificidades no atendimento, e hoje ocorrem reflexões e o planejamento das necessidades que otimizarão o andamento dos trabalhos entre a rede, através de protocolos e fluxogramas.

“A rede de proteção às crianças e adolescentes é bem complexa e para que se mantenha a qualidade no atendimento dos casos, precisa de uma sintonia muito grande, devido à demanda burocrática, da complexidade dos casos e as particularidades dos profissionais”, conclui.