Esporte

Peru mantém dúvida no ataque para final com Brasil após treinar sob chuva no Rio

A seleção peruana realizou nesta sexta-feira, sob chuva no CT do Fluminense, no Rio, o seu penúltimo treino de preparação para a final da Copa América, que será neste domingo, às 17 horas, contra o Brasil, no Maracanã.

Apenas os primeiros 20 minutos da atividade foram abertos à imprensa. E neste período o técnico Ricardo Gareca não deu pistas em relação ao time que pretende mandar a campo e nem sobre o esquema de jogo que deverá utilizar diante dos brasileiros, que na fase de grupos da competição golearam os peruanos por 5 a 0, na Arena Corinthians, em São Paulo.

Por meio de curta nota publicada em seu site oficial, a Federação Peruana de Futebol se limitou a informar que os jogadores realizaram trabalhos físicos e táticos. Para esta decisão, o treinador argentino ainda não sabe se poderá contar com o atacante Edison Flores, que precisou ser substituído durante a vitória por 3 a 0 sobre o Chile, na última quarta, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela semifinal da Copa América.

O jogador tenta se recuperar de dores no tornozelo direito e foi submetido a exames na quinta-feira, mas o Peru ainda não forneceu informações sobre a condição do atleta. Desta forma, ele é considerado dúvida para a partida contra o Brasil. O atacante fez o primeiro gol do triunfo sobre os chilenos na capital gaúcha.

Assim como já havia ocorrido com as seleções de Argentina e Uruguai durante as suas passagens pelo CT do Fluminense durante esta edição da Copa América, todo o elenco peruano foi presenteado com camisas do clube cariocas personalizadas com os seus nomes nas costas do uniforme nesta sexta-feira.

O Peru fará na manhã deste sábado o seu último treino de preparação para a decisão continental. O país conquistou pela última vez o título do torneio em 1975, ano em que eliminou justamente o Brasil na semifinal, então após um polêmico sorteio que serviu para definir o classificado à decisão. Na ocasião, este método foi utilizado após os peruanos terem vencido o duelo de ida do mata-mata por 3 a 1, no Mineirão, em Belo Horizonte, e sido derrotados por 2 a 0 na partida de volta, em Lima.