Segurança

Suspeito da latrocínio em Toledo é preso após ação conjunta da Polícia

Lairton não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital (Foto: Divulgação/Unioeste)

Graças a um trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar de Toledo e Cascavel foi confirmada nesta terça-feira (8) a prisão de um suspeito que estaria envolvido no latrocínio realizado na noite de segunda no Jardim Gisela em Toledo. O funcionário da Unioeste Lairton Milani levou dois tiros, segundo relato do próprio filho, e faleceu no Hospital Bom Jesus, onde foi levado ainda com vida logo após populares o encontrarem a poucos metros de sua residência. O filho de Lairton foi ferido com uma coronhada e foi encontrado desacordado também nas proximidades da residência. Mais informações na edição desta quarta-feira (9). Este foi o primeiro caso de latrocínio registrado em Toledo este ano e a Polícia Civil prossegue com as investigações, porém não dá mais detalhes para não atrapalhar os trabalhos.

No início da noite desta terça, o delegado adjunto da 20ª Subdivisão Policial, Ilso Campaner, emitou um ofício onde solicita junto aos prestadores de serviços de saúde da região (unidades hospitalares e de pronto atendimento), se ocorreu registro de atendimento de pessoa do sexo masculino com ferimento provocado por disparo de arma de fogo. Conforme o Ofício nº 1541/17, por força de lei, qualquer casos deve ser comunicado imediatamente à unidade policial civil da comarca de entrada hospitalar. Ainda de acordo com o documento, um dos envolvidos no latrocínio em Toledo teria cometido uma tentativa de roubo em Cascavel.

O CASO

Por volta das 22 horas de segunda (7), a Polícia Militar de Toledo foi acionada para atender uma ocorrência de roubo na rua General Daltro Filho, esquina com a rua Uruguai, Jardim Gisela . Segundo relato à PM, dois indivíduos encapuzados entraram na residência e anunciaram assalto. Em seguida subtraíram do local uma caminhonete Toyota/Hilux de placas ASY-7434, causando ferimentos nas vítimas (pai e filho). Ambos foram atingidos com coronhadas e o pai foi atingido ainda por dois disparos de arma de fogo, sendo um na região da cabeça e um nas costas. Ele foi encaminhado ao Hospital Bom Jesus, mas não resistiu e faleceu.

Segundo o filho relatou aos policiais, ele estava em casa quando escutou um barulho no portão eletrônico e pensou se tratar do pai chegando. Logo em seguida seu irmão, de sete anos, disse que "os homens iriam matar o pai dele". Neste momento a vítima foi verificar a situação e foi surpreendido por um indivíduo já na cozinha da residência. O assaltante trajava moletom cinza com capuz, era moreno e tinha o rosto fino. A vítima recebeu uma coronhada na cabeça e foi arrastada até a caminhonete da família, sendo colocada no banco de trás, juntamente com o seu pai.

Na sequência, dois indivíduos também entraram na caminhonete. Um terceiro indivíduo entrou em um veículo VW/Gol, de cor bordô, e seguiu a caminhonete.

Eles andaram cerca de meia quadra do local, pararam, retiraram o filho da vítima do interior da caminhonete e efetuaram dois disparos de armas de fogo no interior do carro. O filho ficou caído na calçada desacordado em decorrência da pancada. Cerca de 80 metros para frente populares encontraram o pai, caído na calçada e sangrando devido aos ferimentos dos disparos.

O Gol utilizado no roubo, placas AHU-9708, foi encontrado pela polícia abandonado e com o motor ligado no cruzamento das ruas Pedro Álvares Cabral com a rua Dom Armando Círio. A caminhonete foi localizada incendiada em Cascavel na madrugada desta terça.