Segurança

Polícia faz operação contra quadrilha dentro de assentamento do MST

(Foto: Policia Civil )

A Polícia Civil do Paraná deflagrou na quinta-feira (16) a operação Sicarius II fruto de uma investigação de cerca de um ano realizada por policiais civis da 2ª Subdivisão Policial (SDP) e Laranjeiras do Sul. Foram identificadas duas quadrilhas que atuavam nos assentamentos de Rio Bonito do Iguaçu e possuíam ramificações nas cidades de Quedas do Iguaçu, Pato Branco, Saudade do Iguaçu e Itapejara do Oeste.

A ação teve apoio, ao todo, de 100 policiais, sendo membros das equipes do Grupo de Diligências Especiais (GDE), policiais civis de Quedas do Iguaçu, Cascavel, Laranjeiras, Guarapuava, Pato Branco, Cope, GOA, das delegacias de Cantagalo e Palmital e policiais militares. Um helicóptero da Polícia Civil também foi usado na ação.

Os crimes investigados são furto de madeira da empresa Araupel, roubos em propriedades rurais dos assentamentos de Rio Bonito do Iguaçu e homicídios.

Foram expedidos pelo poder judiciário 23 mandados de busca e apreensão e 19 de prisão preventiva.

Até o fechamento desta matéria, 25 pessoas foram presas ou conduzidas, sete armas foram apreendidas, assim como, uma porção de maconha e vários objetos produtos de furto/roubo. Um ex-prefeito de Saudade do Iguaçu está entre os presos na operação. Segundo a PM, um militar de Quedas do Iguaçu foi baleado no ombro em um confronto no início da manhã. Ele foi atendido e passa bem.