Toledo

Prazo de validade e armazenamento devem ser respeitados para que medicamento possa ser eficaz

Respeitar as indicações da bula é fundamental (Foto: Janaí Vieira)

“Prazo de validade, prescrição de consumo e armazenagem são ações básicas que todos devem ter quando o assunto é medicamento”, reforça o farmacêutico Jorge Machado. O assunto mais uma vez foi destacado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O farmacêutico pontua que quando o medicamento é usado fora da data estabelecida, não é possível garantir que ele terá eficácia no tratamento. Ele ressalta que é importante verificar também a durabilidade do medicamento após ser aberto.  

“Ao ingerir um medicamento vencido, o paciente corre dois riscos: além de continuar doente, pois o remédio não fará efeito, ele também pode fazer mal ao organismo. É fundamental seguir as instruções das bulas e embalagens”, declara Machado.

Estudos de estabilidade, armazenagem, conversação e validade são critérios que as empresas precisam atender antes de solicitarem o registro do medicamento junto a Anvisa. Para o farmacêutico, essas pesquisas são importantes, pois vidam garantir a qualidade e eficácia dos produtos disponíveis no mercado.

 

CUIDADO AO ARMAZENAR - Respeitar as orientações de armazenagem de cada produto é uma dica importante a ser seguida. Machado comenta que o medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente - entre 15° e 30° - ele não deve ir para a geladeira. “As instruções da bula sobre exposição à luz, temperaturas altas ou calor excessivo devem ser seguidas para que o remédio possa manter suas propriedades e eficácia”, expõe.

Outra dica citada pelo profissional é cuidar com a umidade, por isso, deve evitar armazenar os medicamentos em banheiros e locais onde eles podem ser molhados. Além disso, também não é recomendado dividir comprimidos sem marcação e aqueles que são revestidos por cápsulas não devem ser triturados ou consumidos com chás ou leite, por exemplo.