Não informado

Premiação do Concurso de Contos Paulo Leminski marca maior edição

Francielly Hirata

Na ocasião também foi lançada a 5ª Coletânea de Contos Paulo Leminski

Na ocasião também foi lançada a 5ª Coletânea de Contos Paulo Leminski

Promover a leitura e a produção literária era o objetivo em 1989 quando o Concurso de Contos Paulo Leminski foi criado por uma professora da Universidade Estadual do Oeste do Paraná em Toledo. Hoje, 25 anos depois, ele se mantém, mas de forma muito mais abrangente. Na manhã de sexta-feira (21) a premiação do 25º Concurso e o lançamento da 5ª Coletânea de Contos Paulo Leminski, organizados pela Prefeitura através da Secretaria de Educação e Unioeste, marcaram a maior edição de todas, com 890 inscritos de todas as partes do Brasil e de alguns outros países.

A vencedora Erica Bombardi, moradora de Campinas, fez questão de estar presente na cerimônia realizada na Biblioteca Pública do Município de Toledo para ressaltar a importância de ações que incentivem a escrita. “Concursos assim mostram que há muita produção textual de qualidade no país, que existem muitos escritores bons produzindo fora do mercado comercial. Esta é a chance de mostrar esses trabalhos”, enaltece ao agradecer a oportunidade.

A editora, que começou a escrever em 2005 com a chegada do primeiro filho, já teve um livro publicado também por incentivo de programas público. Mas, agora, com a chegada do segundo filho, tem escrito contos. “Tenho duas linhas, a da fantasia e a mais realista. Este vencedor, “Por Dentro” é narrado por uma criança que começa a ver sua barriga crescer e não entende”, conta ao detalhar que a adolescente grávida surgiu quando ela estava com oito meses de gravidez e depois de estender roupas no varal debaixo de sol forte começou a se questionar sobre o assunto.

O prêmio, para a escritora, é uma valorização de seu trabalho e um incentivo à leitura e produção. “A primeira coisa que fiz ao saber que havia ficado em primeiro entre 890 inscritos foi comprar livros do Paulo Leminski, porque não os tinham. Agora estou lendo e adorando, eu ainda não conhecia muito”, complementa.

 

EXPANSÃO

O resultado enalteceu toda edição do concurso. A bibliotecária Angela Cristina Bucalão Comin revela que o número de inscritos surpreendeu a todos. “A comissão está tendo cada vez mais trabalho. Das outras vezes chegou a 600, mas este ano superou nossa expectativa. Tivemos produções de 25 Estados e ainda de Portugal, Estados Unidos, Suécia, Suíça, Uruguai e Japão”, comemora o sucesso.

Ela revela que o processo de seleção continua o mesmo, os avaliadores – professores habilitados - leem todos os textos e os classificam sem saber de quem são. No final as classificações são somadas e finalmente eleitos os três melhores e ainda os que recebem menção honrosa, que neste ano foram seis escritores.

 

ESTÍMULO

A secretária de Educação Tania Elisete De Grandi reforça que a parceria com a Unioeste neste projeto fortalece e valoriza a leitura e escrita. “A Educação tem o compromisso de manter a chama da literatura acesa e, mais, torná-la cada vez mais conhecida na sociedade”, ressalta ao indicar que os números de inscritos neste ano provam o reconhecimento do concurso.

Valorização que se busca desde o início. A professora Maria Patinho Cruzati lembra que há 25 anos, quando lecionava nos cursos de Psicologia e Sociologia na Unioeste e cobrava dos alunos a excelência no português, reconheceu uma carência de estímulos a produções locais e lançou o 1º Concurso de Contos Paulo Leminski, titulado em homenagem ao escritor, que havia morrido no ano. “Foram 11 contos inscritos e depois disparou, hoje temos mais de 11 mil em 25 anos”, acrescenta.

 

RECONHECIMENTO

O coordenador do projeto pela Unioeste Dari José Klein explica que oportunizar a produção local continua sendo um dos objetivos, tanto que existe a premiação para o melhor conto de Toledo. “Mas com o passar do ano o concurso se tornou internacional e milhares de produções foram inscritas”, revela ao detalhar que além da premiação, a organização começou a pensar em formas de reconhecer esses trabalhos.

Assim surgiu a Coletânea de Contos. “Inicialmente eram publicados apenas os vencedores. Depois inserimos os que recebem menção honrosa, pois são todos de excelente qualidade e esta publicação é uma forma de premiar os participantes, que terão suas produções divulgadas”, salienta.

A 5º Coletânea, lançada também na solenidade, reúne os melhores contos da 20ª à 24ª edição. O livro foi distribuído aos participantes do evento e também será disponibilizado às bibliotecas do município.

 

RESULTADO DO 25° CONCURSO DE CONTOS PAULO LEMINSKI

1º lugar – R$ 2.500,00

Érica Nara Bombardi - Campinas/SP

Título: Por dentro

 

2º lugar – R$ 1.800,00

Sérgio Corrêa de Siqueira - Cachoeira do Campo/MG

Título: Eu odeio Vinícius

 

3º lugar - R$ 1.500,00

Talita Mendonça - São Roque/SP

Título: Arraia

 

Melhor Conto Toledano R$ 1.000,00

Darlou D'Arisbo

Título: A boneca azul e o forno da solidão

 

MENÇÕES HONROSAS

 

Aldy Carvalho - São Paulo/SP

Título: A Peleja (memórias de alforje)

 

Elaine de Mattos Pires - Rio de Janeiro/RJ

Título: O Mosca

 

Flávia Souza Dias – Houston - Texas - USA

Título: Faca Amolada

 

Igor Rosa Dias de Jesus - Rio de Janeiro/RJ

Título: A Gaivota

 

Paulo Henrique da Cruz Sandrini – Curitiba/PR

Título: "Máscara de Veneza no País do Carnaval (ou Golaço!)"

 

Ricardo de Carvalho Gualda - Rio de Janeiro/RJ

Título: Manual