Esporte

Rockets e Thunder acertam troca entre Russell Westbrook e Chris Paul

Em mais uma grande movimentação no mercado da NBA, o Houston Rockets e o Oklahoma City Thunder acertaram a troca entre os armadores Russell Westbrook e Chris Paul. Para ficar com o melhor jogador da liga norte-americana (MVP) em 2017, a franquia texana também teve que enviar duas escolhas de primeira rodada dos Drafts de 2024 e 2026 e ainda terá de fazer duas trocas invertendo posição em 2021 e 2025, deixando o lugar mais vantajoso da seleção com o Thunder.

"Conseguimos um grande jogador, mas também é verdade que perdemos outra grande figura como Chris Paul, que graças à sua contribuição a franquia teve dois anos consecutivos com mais vitórias na história da equipe e não teríamos conseguido sem Chris Paul", comentou Tilman Fertitta, dono dos Rockets, à emissora de TV Texas Fox 26. "Chris Paul é incrível e vamos sentir saudades", completou.

Com 30 anos, Russell Westbrook registrou na última temporada médias de 22,9 pontos, 11,1 rebotes e 10,7 assistências. Foi a terceira consecutiva com médias de "triple-double" (dois dígitos em três fundamentos), recorde histórico da NBA. Com a negociação, o armador vai voltar a atuar com seu antigo companheiro de Thunder, James Harden (MVP em 2018).

A equipe nesta época também contava com Kevin Durant e conseguiu chegar nas finais de 2012, quando perdeu para o Miami Heat de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh. Westbrook e Harden também ganharam a medalha de ouro pela seleção norte-americana nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.

Do outro lado da troca, o Thunder continua seu processo de reestruturação. Na última semana, a equipe já havia trocado sua outra grande estrela: Paul George, que vai fazer dupla com Kawhi Leonard no Los Angeles Clippers. Ainda não se sabe exatamente quais os planos para Chris Paul, mas a tendência é que o veterano, de 34 anos, seja trocado. Na última temporada foram 15,6 pontos, 4,6 rebotes e 8,2 assistências anotadas pelo ex-Hornets e Clippers.

O problema para Chris Paul é o alto valor de seu contrato. São 124 milhões de dólares (R$ 465 milhões) a receber até 2021/2022. O temperamento do armador também é outro problema para equipes que queiram investir em sua aquisição. Rumores na imprensa norte-americana apontam um desentendimento com Harden no último ano. Rusgas com os companheiros também foram noticiadas quando ele deixou o Los Angeles Clippers, em 2017.