Esporte

Roger Federer derrota holandês e avança à decisão do Masters 1000 de Montreal

O suíço Roger Federer, mostrando estar em plena forma física e técnica, está em mais uma final no circuito profissional de tênis. Neste sábado, o atual número 3 do mundo só encontrou um pouco de dificuldade no segundo set para derrotar o holandês Robin Haase por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 7/6 (7/5), em 1 hora e 15 minutos - e avançar à decisão do Masters 1000 de Montreal, disputado em quadras rápidas no Canadá.

Pelo terceiro torneio seguido desta temporada em uma final, Roger Federer está somente a uma vitória de conquistar o seu 94.º título na carreira, igualando assim a marca do checo naturalizado norte-americano Ivan Lendl, o segundo maior vencedor, atrás apenas dos 109 do norte-americano Jimmy Connors. Em Masters 1000, esta será a sua 27.ª conquista, ficando atrás do espanhol Rafael Nadal e do sérvio Novak Djokovic, ambos com 30.

O suíço não perde desde a estreia no ATP 250 de Stuttgart, na Alemanha, disputado em quadras de grama, quando caiu para o alemão Tommy Haas. Já são 16 vitórias seguidas e os títulos no ATP 500 de Halle, também em solo alemão, e em Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada.

Mesmo na decisão em Montreal e com Rafael Nadal fora do páreo - foi eliminado pelo surpreendente canadense Denis Shapovalov nas oitavas de final -, Roger Federer não tem como voltar nesta semana à posição de número 1 do ranking, mas esquenta a briga com o rival espanhol para o Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, na semana que vem, já que um dos dois irá assumir o posto que é atualmente do britânico Andy Murray.

Em quadra, Roger Federer começou bem a partida. Nos quatro primeiros games, o suíço conseguiu duas quebras de saque, contra uma de Robin Haase, e abriu 4 a 1. Tranquilamente fechou a série em 6/3. Sem quebras nem break points para qualquer um dos lados, o segundo set foi definido apenas no tie-break, em que Federer mostrou mais experiência para ganhar por 7 a 5.