Esporte

Russo lidera testes da F-1 com a Mercedes em Barcelona; Sette Câmara é o último

Como aconteceu no GP da Espanha, no fim de semana, e no teste de terça-feira, a Mercedes voltou a ser a mais veloz no Circuito da Catalunha, nos arredores de Barcelona, nesta quarta. Mas desta vez não foi Lewis Hamilton e nem Valtteri Bottas quem levou a equipe ao topo. A boa performance coube ao russo Nikita Mazepin, de apenas 20 anos.

Em sua estreia pela equipe, ele anotou o melhor tempo do dia, com 1min15s775, usando os pneus C5 da Pirelli, os mais macios e velozes disponíveis aos pilotos nesta quarta. Assim, se aproximou do tempo exibido por Bottas na terça (1min15s511) - o finlandês foi o mais rápido do dia anterior. Além disso, o russo colocou 1s03 sobre o segundo colocado do dia, o jovem tailandês Alexander Albon, da Toro Rosso, com 1min17s079.

Mazepin, que defende a equipe ART na Fórmula 2, foi o piloto que mais voltas deu no traçado espanhol, com 128 giros. Mesmo sem nunca ter pilotado um carro da Mercedes antes, o jovem russo cometeu apenas um erro ao longo do dia, quando saiu da pista na curva 12 e parou na área de escape, causando a bandeira vermelha, sem maiores consequências.

O dia, por sinal, foi marcado pelas bandeiras vermelhas. Ao todo, foram cinco. Em uma delas, Albon parou na pista na curva 10, quando faltavam nove minutos para o fim da sessão. A bandeira acabou encerrando de forma prematura o teste. Não houve batidas e nem rodadas de maior perigo.

Esta quarta-feira também foi marcada pela ausência da maior parte dos titulares da equipe e das chances aos novatos. Um deles foi o brasileiro Sérgio Sette Câmara, piloto de testes e desenvolvimento da McLaren. Em sua estreia no carro da tradicional equipe inglesa, completou apenas 19 voltas no traçado ao longo do dia. E não passou do último lugar, com o tempo de 1min21s565.

Sette Câmara completou poucas voltas porque dividiu o carro nesta quarta com o britânico Oliver Turvey, que deu 52 giros no circuito. E foi o penúltimo colocado do dia, com o tempo de 1min20s712.

"Tive hoje o meu primeiro dia de pista com o modelo MCL34. Depois de vários dias no simulador, a experiência foi muito legal. Infelizmente, completei apenas três voltas em virtude de um problema técnico no carro. Sou grato por esta oportunidade e estarei sempre pronto para quando a equipe precisar", avaliou o piloto de 20 anos, sexto colocado na Fórmula 2.

Entre os primeiros colocados do dia, outra surpresa foi o italiano Antonio Fuoco, que anotou 1min17s284 pela Ferrari, em 120 voltas no traçado. Ele ficou à frente do experiente finlandês Kimi Raikkonen, que foi o quarto mais veloz do dia, com 1min17s393. Ele completou 110 giros na pista com a sua Alfa Romeo.

O sul-coreano Jack Aitken (Renault) registrou o quinto melhor tempo desta quarta, sendo seguido pelo dinamarquês Kevin Magnussen (Haas), pelo britânico Nick Yelloly (Racing Point), pelo canadense Nicholas Latifi (Williams) e pelo britânico Dan Ticktum (Red Bull).