Toledo

Saúde faz busca ativa nas escolas para vacinar adolescentes

Meta é regularizar calendário de vacinas contra HPV, Meningite tipo C, Caxumba, Rubéola, Sarampo, Tétano e Hepatite
(Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde está fazendo um trabalho de busca ativa dos adolescentes nas escolas para fazer as vacinas previstas no calendário. Por sugestão da Vigilância Epidemiológica, técnicos das Unidades Básicas de Saúde estão fazendo visitas às escolas e pedindo aos diretores e coordenadores que orientem os alunos a trazer em determinado dia a carteira de vacinação. Neste dia, um profissional da unidade vai até a escola e verifica a situação do adolescente. Se for constatado que falta alguma vacina, é enviado um bilhete aos pais, orientando-os para que levem o seu filho a uma unidade de saúde mais próxima para atualizar o calendário de vacinas.

A meta, informa a enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Toledo, Cleunice Sarturi, é regularizar o calendário de vacinas da HPV, Meningite tipo C, Caxumba, Rubéola, Sarampo, Tétano e Hepatite, recomendadas a partir dos 9 anos de idade. Segundo Cleonice, é difícil cumprir as metas estimadas para adolescentes até em função da cultura existente. Até os quatro anos de idade, a criança tem um calendário bem extenso de vacinas, que volta a partir dos 9 anos de idade. Neste intervalo, as crianças não têm novas vacinas e com isso muitos pais acabam esquecendo de conferir e aplicar as vacinas recomendadas para cada faixa etária.

Ela afirma que é importante estar sempre atento e fazer as vacinas recomendadas, que são importantes para prevenir uma série de doenças. Recentemente foram introduzidas novas vacinas e ainda há uma certa resistência. É o caso da vacina HPV, tanto para meninas como para meninas, que previne certos tipos de câncer, como de útero, pênis e boca. “São vacinas importantes e que auxiliam na prevenção de doenças. O reflexo deste trabalho poderá ser visto mais adiante, com a diminuição de casos de doenças deste tipo”, ressalta.