Região

Surge no Oeste grupo de investidores em startups

Para Arthur, desafio maior é romper o conservadorismo empresarial (Foto: Divulgação)

Nasce no Oeste do Paraná o West Angels, a primeira rede de investidores-anjo focados em alavancar startups e pequenos negócios promissores. Inspirado no Curitiba Angels, o West Angels foi idealizado pelo empresário, professor da FGV e palestrante Arthur Schuler da Igreja.

“Observamos que há uma série de startups que surgem na região de tecnologia com altíssimo potencial, mas faltava esse apoio de investidores, que além do suporte financeiro, abrem caminho e fazem mentoria”.

Investidor-anjo, basicamente, é uma pessoa física que faz investimentos com seu próprio capital em empresas com um alto potencial de crescimento, como as startups. “Costumo dizer que os investidores-anjo são pessoas que têm capital, experiência, pouco tempo, mas têm acesso ao mercado. A startup tem o tempo para pensar e explorar negócios inovadores, mas falta mercado. Essa união gera uma complementariedade muito importante”, comenta.

O trabalho começou a ser feito em 2016, quando Arthur começou a convocar os participantes, que hoje são 20. Com um grupo heterogêneo, composto por advogados, empresários do varejo, da construção entre outros, o West Angels consegue analisar melhor os riscos e enxergar as melhores oportunidades. “Conseguimos olhar a possibilidade de vários ângulos diferentes”.

De acordo com Arthur, no Vale do Silício esse tipo de iniciativa funciona há muito tempo, bem como em outras grandes cidades brasileiras. Apesar de estar localizado no interior, Arthur acredita que a região Oeste também tem potencial. “Várias startups estão olhando para o agronegócio, que é a nossa vocação. Mas ao mesmo tempo, surgem muitas que não estão nesse ramo e estão à procura de soluções de problemas nacionais e globais”, informa.

 

CONSERVADORISMO

Um dos desafios na região, segundo Arthur, é romper o conservadorismo empresarial, tradicional no Oeste. “Por isso estamos fazendo uma etapa de capacitação. Vamos trazer investidores mais experientes de fora para explicar, quebrar paradigmas. Precisamos ter esse espírito de correr riscos”.

Por natureza, o investimento-anjo é de altíssimo risco. Ele pode gerar lucros espetaculares, mas há muitas dificuldades. Foram dessa forma que surgiram grandes empresas como o Waze, Uber, Spotify, Airbnb e outras. Quem sabe a próxima potência mundial não sai do Oeste?

“Convido as pessoas a procurarem mais sobre o assunto e entenderem melhor sobre startups, investimentos-anjo e outros tipos de investimentos. Nosso site é www.west-angels.com e lá tem um pouco sobre o que fazemos e quem somos”.