Toledo

Testes de IST’S após carnaval diagnosticam 12 casos

Profissionais da saúde utilizaram o momento para realizar orientações e aconselhamentos sobre as IST’S (Foto: Divulgação/Prefeitura Toledo)

O Shopping Panambi recebeu no sábado (9) uma ação em prol da vida, com a realização de testes rápidos para a identificação de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’S). A atividade durou 12 horas consecutivas. Foram atendidas 261 pessoas para testes rápidos, passaram ao todo mais de 500 pessoas para os demais serviços oferecidos.

A atividade aconteceu com a parceria entre a 20ª Regional de Saúde, Sesc, Secretaria Municipal de Saúde, Ciscopar/CTA e o Shopping Panambi. Profissionais da saúde utilizaram o momento para realizar orientações e aconselhamentos sobre as IST’S. A campanha teve como objetivo fazer o diagnóstico precoce das ISTs sendo elas: HIV, sífilis e hepatites B e C, assim como oferecer orientações sobre prevenção das doenças, formas de contágios e tratamento. Ao todo, 1042 testes foram concluídos.

Foi constatado que 12 testes deram resultados positivos sendo três de HIV, dois de hepatite B, um de hepatite C e seis de sífilis. Apenas 12 pacientes não retornaram para retirar o resultado. Todos os casos positivos foram encaminhados para os serviços de referência para tratamento e acompanhamento.

Cada paciente demorou cerca de 30 minutos para receber o resultado. De forma gratuita, cada pessoa que participou teve a oportunidade de saber se contraiu ou não uma doença. O objetivo principal dessa ação foi mostrar que há uma maneira mais fácil para identificar e tratar um possível problema. Os testes de IST’S também são disponibilizados em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Toledo. 

A diretora da Atenção Básica Marcia Cristina Guilhem agradeceu pela presença de todos os participantes. “Foi um dia bem movimentado, onde pudemos realizar vários atendimentos e averiguar como está a situação de alguns dos nossos munícipes. Quem não conseguiu ir, pode ir fazer esse atendimento em uma das nossas UBSs”.

Marcia lembra que é importante fazer esses procedimentos para que o tratamento adequado seja iniciado o quanto antes. “Assim que for feito a identificação das doenças é possível tratá-la de forma adequada. Todo diagnóstico antecipado pode trazer uma condição de vida melhor para os pacientes”, explica Marcia.

Um dos pacientes que não quis se identificar conta que essa é uma oportunidade para que todas as pessoas possam continuar protegidas. “Agradeço pela iniciativa de realizar uma ação como essa no município. Algo aberto e que qualquer um pode participar. Tive o resultado negativo pois sei me cuidar mas é importante lembrar sobre os cuidados necessários”, finaliza.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica, no município foram registrados 64 casos de hepatites virais de janeiro a dezembro de 2018. Sífilis em gestantes somam 67 notificações. Sífilis adquirida 225, já a sífilis congênita são quatro casos. Atualmente, seis gestantes estão com HIV, de acordo com dados preliminares.