Não informado

Toledo é a 23º melhor cidade do Brasil, de acordo com Ranking Isto é

Foram avaliados os quatro pilares principais: Fiscal, Econômico, Social e Digital

 

Suzi Lira
O prefeito Beto Lunitti comemorou os resultados da pesquisa e afirmou que a classificação se deve ao desenvolvimento de políticas públicas focadas na qualidade dos serviços prestados à população
O prefeito Beto Lunitti comemorou os resultados da pesquisa e afirmou que a classificação se deve ao desenvolvimento de políticas públicas focadas na qualidade dos serviços prestados à população

 

Para quem chegou a Toledo na década de 80 e hoje vê a sua estrutura urbana sabe que a cidade se transformou em um modelo de qualidade de vida e de oportunidades. Prova disso, é o resultado da pesquisa da Revista Isto É e a consultoria Austin Ratings que divulgou o primeiro e mais abrangente ranking das Melhores Cidades do Brasil no último dia 17 de setembro. Toledo ocupa o 23º lugar na pesquisa entre os municípios de porte médio no Brasil. O levantamento inédito, que envolveu os 5.565 municípios brasileiros, foi desenvolvido com base em mais de 500 indicadores, os quais foram agrupados em quatro pilares principais: fiscal, econômico, social e digital.

O prefeito Beto Lunitti comemorou os resultados da pesquisa e afirmou que a classificação se deve ao desenvolvimento de políticas públicas focadas na qualidade dos serviços prestados à população. “O município recebe premiações há muitos anos. É preciso fazer um reconhecimento histórico pela formação cultural e agrária, desenvolvimento industrial, comercial e das instituições que promoveram ou promovem a transferência de conhecimento”.

Ele lembrou que cada setor constituiu um ambiente favorável para o desenvolvimento da cidade. Exemplo: o agricultor ficou aberto às tecnologias. “Eles buscaram novas informações e as transferiram para o seu cotidiano. Os empresários e os profissionais liberais tiveram comportamento semelhante. Estes fatores constituem um ambiente favorável pela iniciativa privada o que desembocou na condição atual de Toledo”.

O prefeito complementou que os resultados da pesquisa também são o reflexo do trabalho comprometido dos gestores anteriores. “É preciso reconhecer o trabalho de cada prefeito, vereador e deputado. Eles estabeleceram mecanismos e desenvolveram programas municipais que resultam na classificação do município. Por isso, não se deve desconstruir a história de cada pessoa, pois cada um acrescentou em seu tempo”.

 

DESAFIOS

O desafio para a atual gestão é manter o crescimento do município com equilíbrio no desenvolvimento das políticas públicas ofertadas à comunidade.

Conforme o prefeito, ocupar estas posições demonstram o contexto de formação do município e, principalmente, proporcionam um ambiente adequado para que as pessoas daqui se sintam valorizadas e tenham vontade de fazer investimentos em novas atividades.

Outro fator apontado por Beto Lunitti é reafirmar o espaço de Toledo na região, no Estado, no país e internacionalmente. “Quando temos indicativos positivos é preciso mostrá-los para que os interessados em investir procurem os municípios”.

 

AVALIAÇÃO

Na pesquisa foram avaliados: indiciadores sociais (demográfica habitação, saúde, vulnerabilidade, educação, qualidade de vida); indicadores fiscais (receita tributária, receita total, despesas, autonomia, fiscal, despesas com pessoal e encargos sociais); indicadores econômicos, o PIB municipal, PIB per capita, carga tributária, comércio exterior, frota de veículos, população econômica ativa e rendimento médio) e os indicadores digitais (domicílio com computadores, domicílio com acesso a internet e telefone móveis).

 

RESULTADOS

Nas categorias pesquisadas o município tem boa colocação nos indicadores fiscais e capacidade de arrecadação ocupando o 38º lugar; execução de orçamento em 47º; indicadores de mercado de trabalho 17º; indicadores sociais no geral 30º; educação para porte 39º.