Toledo

Visitas e acompanhamento garantem estoque de leite para o inverno

As mães que têm boa produção podem doar para o BLH, toda quantidade é bem vinda (Foto: Franciele Mota)

Com a chegada do inverno, a preocupação do Banco de Leite Humano (BLH) Doutor Jorge Nisiide do Hospital Bom Jesus é manter o estoque de leite para suprir a demanda da UTI Neonatal e ainda liberar para as mães que não têm produção suficiente para seus filhos. Com as baixas temperaturas é comum as doações diminuírem.

Para não chegar no auge da estação fria com o estoque baixo, a equipe do BLH realiza um trabalho constante de visitas e orientações às mães, incentivando-as a doarem. A enfermeira do BLH Tatiane Maria Pauli pontua que essas visitas têm sido fundamentais para a permanência do estoque. “O inverno está chegando, mas neste ano a gente percebe que, por enquanto não tivermos queda no estoque e isso é resultado da colaboração das doadoras”, conta.

Em março, o BLH coletou 73,560 mililitros de 43 doadoras de Toledo. Em abril foram 74,981 mililitros de 46 doadoras. Nos outros 17 municípios atendidos pela 20ª Regional de Saúde de Toledo, 41 mães doaram 61,510 mililitros em março, e em abril foram 47 mães que doaram 74,828 mililitros.

 

COLETA

O trabalho que a equipe do BLH realiza começa logo que a mãe recebe alta do hospital. Os profissionais explicam a importância da doação - que pode ser feita em qualquer quantidade - e como fazer. A equipe do BLH agenda uma visita, entrega o material para a coleta e semanalmente passa na casa da mãe para coletar o leite já congelado.

Nos outros 17 municípios da 20ª RS o procedimento é acompanhado pelos profissionais da Atenção Básica. Após a coleta, o leite passa por um processo para garantir a qualidade do produto. Ele é registrado e pasteurizado e pode ser armazenado e congelado por até seis meses.

 

DOAÇÃO

Além da UTI Neonatal, Tatiane explica que desde de fevereiro o BLH consegue liberar leite para as mães que não tem produção suficiente para seus bebês. “Por isso que é importante que as mães continuem doando. Toda quantidade de leite é bem-vinda”, enfatiza a enfermeira.

Em março, a equipe realizou 84 visitas para as mães de Toledo, e 102 em abril.  O BLH do Hospital Bom Jesus também liberou 4,900 mililitros de leite em março, e nove litros de leite em abril. Tatiane explica a importância deste trabalho da unidade. “Isso faz muita diferença. As vezes a mãe recebe alta e vai embora e não tem a produção suficiente de leite para o seu bebê. E quando elas começam a ter boa produção passam a ser doadoras. Elas sentem o desejo de retribuir e ajudar outros bebês também”, salienta.

 

ORIENTAÇÕES

Para as mães que têm leite suficiente para seus filhos e ainda podem doar para o Banco de Leite Humano, a orientação da equipe do Bom Jesus é ter uma alimentação balanceada, ingerir bastante líquidos e estimular a produção colocando o bebê para mamar.