Segurança

Vistoria recolhe celulares, drogas e carregadores na Cadeia Pública de Palotina

Operação de agentes penitenciários apreende celulares, carregadores, drogas e anotações de crimes organizados
Celulares, carregadores e drogas foram apreendidos na sexta (9) por agentes penitenciários na Cadeia Pública de Palotina (Foto: SESP)

Uma operação desencadeada por agentes penitenciários da regional de Foz do Iguaçu, nesta sexta-feira (09/08), na Cadeia Pública de Palotina, apreendeu cinco celulares, quatro carregadores, drogas e anotações do crime organizado. A ação está ligada ao projeto de reclassificação de presos do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) e tem, por objetivo, transformar a cadeia em uma unidade feminina.

“Juntamente com representantes da prefeitura, promotoria, Polícia Civil e juizado, fizemos uma vistoria na unidade e percebemos que ela precisava de melhorias nas instalações. Por isso, era necessário retirar alguns presos, para que o local possa ser reformado”, explica o coordenador regional do Depen, Marcos Marques. Agentes do Setor de Operações Especiais (SOE) e agentes de cadeia também participaram da ação.

Durante as buscas, os agentes encontraram cinco celulares, quatro carregadores, 35 porções de maconha, além de pequenos tabletes que totalizaram 65 gramas da mesma droga. Fumo, uma ferramenta artesanal usada para fazer buracos nas paredes e diversas anotações do crime organizado também foram apreendidos pelas equipes. As apreensões foram encaminhadas à Polícia Civil, onde o caso foi registrado.

“Para desarticular o crime organizado na região de Foz do Iguaçu, 18 presos foram transferidos para outras penitenciárias e unidades prisionais”, contou Marques. A expectativa, segundo ele, é de que a reclassificação dos detentos seja concluída nos próximos 60 dias. A cadeia pública de Palotina tem a administração compartilhada entre o Depen e a Polícia Civil. Com a reforma e a transformação em unidade feminina, ela passará para gestão plena do Departamento Penitenciário do Estado.