Polícias do Paraná prestam homenagem a Tiradentes

97

As forças de segurança do Paraná homenagearam nesta quarta-feira, 21 de abril, o patrono das polícias do Brasil, alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes. Policiais militares e civis, bombeiros militares e outros profissionais da segurança pública manifestaram reconhecimento ao herói brasileiro, enfatizando o patriotismo e a democracia.

As homenagens foram feitas a distância, em meio digital, sem os tradicionais desfiles e ações presenciais, por causa da pandemia. Foram destacadas as ações do Governo do Estado e da Secretaria da Segurança Pública com investimentos para melhorar as condições de trabalho dos profissionais. “Estamos com concursos públicos da Polícia Militar e da Polícia Civil em andamento para a contratação de profissionais. E também trabalhando sempre para aquisição de equipamentos, viaturas e tecnologias que auxiliem a atuação dos policiais”, disse o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

Ele lembrou a importância dos que atuam na área administrativa, ao darem andamento a processos e documentações essenciais para subsidiar o trabalho das equipes operacionais, e os que desenvolvem atividades nas ruas garantindo a ordem e a segurança públicas da população.

“Não podemos deixar de parabenizar cada exemplo de dedicação desses policiais, sobretudo os que vão até as últimas consequências no cumprimento do dever e entregam a própria vida em defesa da sociedade”, acrescentou.

Segundo o secretário, o maior exemplo de dedicação à causa pública são as atividades ostensivas e de investigação realizadas normalmente, mesmo durante a pandemia em momentos mais severos de risco de contágio.

No texto Ordem do Dia sobre a comemoração ao Dia de Tiradentes, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Hudson Leôncio Teixeira, fez um reconhecimento ao trabalho de todo o efetivo. “Me permito agradecer a todos os irmãos e irmãs profissionais da segurança pública do Paraná e do Brasil, seja policial ou bombeiro militar, policial civil, rodoviário, penal ou guarda municipal, que ombreiam juntos, à luz do dia ou à noite, nas madrugadas, às vezes quentes, outras frias, alegres ou tristes, objetivando garantir a ordem e a paz social”, afirmou.

O delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Rockembach, descreve a trajetória de Tiradentes como um verdadeiro exemplo de amor à Pátria e que deve ser seguido por todos os profissionais de segurança pública. “A história dele foi marcada pela coragem, luta e amor pela Pátria. Esse espírito guerreiro e a dedicação de Tiradentes em favor da causa pública fez com que ele fosse escolhido como patrono das Polícias Brasileiras com muita justiça e é um legado que carregamos em nossa instituição para cumprir nosso papel de proteção à sociedade”, afirmou.

Da AEN