Governo de SP muda modelo de concessão do Rodoanel Norte

O governo João Doria (PSDB) alterou o modelo de concessão do Rodoanel Norte, o que inviabiliza a entrega de parte da obra até 2022, como previsto inicialmente. A decisão foi tomada em uma reunião do Conselho Gestor do Programa Estadual de Parcerias Público-Privadas, realizada em 10 de dezembro. O conselho é presidido pelo vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM).

A retomada das obras do trecho norte do Rodoanel havia sido anunciada por Doria em setembro. Na época, a previsão era de que as obras seriam retomadas em fevereiro deste ano, com a entrega de uma parte até agosto de 2022.

No fim de outubro, porém, o Tribunal de Contas do Estado paralisou o edital. Com isso, Garcia e os demais integrantes do Conselho Gestor decidiram juntar a licitação para a conclusão da obra com a concessão para a empresa que vai operar a via e, assim, explorá-la comercialmente. Com a mudança de modelo, a expectativa é assinar o contrato para a retomada das obras até dezembro deste ano.

“A retomada das obras do Rodoanel Norte será importantíssima para o Estado. O modelo escolhido é o que mais beneficiará a população. Com esse entendimento, o governo tomou a decisão”, afirmou Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional. Questionado se esse atraso afetaria a eleição de 2022 – Doria é cotado para disputar a Presidência -, Vinholi se limitou a dizer que o resultado será positivo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.