Revisão do Plano Diretor permitirá planejar Boa Vista para o futuro

“O Plano Diretor é a lei mais importante do município, porque é um instrumento participativo, ou seja, a população ajuda a construí-lo. Em Boa Vista da Aparecida, serão duas vertentes utilizadas para a revisão do Plano Diretor: uma técnica-metodológica, com a análise da realidade do município; e, a outra, com a participação da população nos debates, possibilitando questionamentos, sugestões e aprimoramentos na legislação que estará em vigor por 10 anos. É o governo municipal e a população pensando juntos o futuro de Boa Vista da Aparecida”. As palavras são do prefeito Leonir dos Santos, proferidas na quarta-feira (2), na Câmara de Vereadores, durante a assinatura do contrato com a empresa vencedora da licitação para a realização da revisão do Plano Diretor Municipal.


Na oportunidade, o prefeito Leonir dos Santos agradeceu o Paranacidade pelo investimento financeiro que resultará na revisão do Plano Diretor e no desenvolvimento de Boa Vista da Aparecida. “O Plano Diretor é fundamental para nortear e articular o processo de tomada de decisões relacionadas à priorização de ações a serem implementadas nas diversas áreas do município, além de estabelecer regras que orientam e induzem o crescimento da cidade, bem como, organizam as atividades urbanas e rurais, considerando, dentre outros aspectos, meio ambiente, saneamento, habitação, mobilidade urbana e infraestrutura. Ao Paranacidade, nosso muito obrigado pela parceria e por acreditar no governo de Boa Vista da Aparecida”.


A Ecotécnica Consultoria e Tecnologia, de Curitiba, foi a vencedora da licitação e será a responsável pelos trabalhos, que terão a participação efetiva da Equipe Técnica Municipal, do  Conselho de Desenvolvimento Econômico e da população boavistense. “Esse instrumento será um elemento norteador dos grandes objetivos do município, onde serão apontadas as premissas, políticas, diretrizes e estratégias de intervenção, tendo como princípio basilar o pleno cumprimento das funções sociais do município de Boa Vista”, ressaltou Sandra Mayumi Makamura, arquiteta e urbanista e sócia-gerente da Ecotécnica Consultoria e Tecnologia.


De acordo com Maristela Muller, analista de Desenvolvimento Municipal do Paranacidade, a revisão do Plano Diretor Municipal segue deliberações legais, federais e estaduais, inclusive, está entre as exigências para a obtenção de recursos públicos ou financiamentos para ações por iniciativa das prefeituras, como a urbanização e a pavimentação de vias ou a construção de equipamentos de atendimento à população, entre outros. “Aproveito o momento, para enaltecer o trabalho da Ecotécnica Consultoria e Tecnologia, que já fez a revisão de mais de 70 planos. Boa Vista terá um instrumento muito bem elaborado, que servirá de base para o crescimento ordenado do município, com grandes benefícios econômicos, sociais e ambientais”, enfatizou.


Para Rafaela Ganzala, engenheira ambiental da prefeitura, a revisão do Plano Diretor também representa a abertura de novas possibilidades de captação de recursos para Boa Vista, além da regularização das áreas da beira do lago Salto Caxias. “Iremos elaborar um plano viável e dentro da realidade do nosso município, com destaque para as diretrizes que irão abranger os aspectos relativos ao tipo e intensidade do uso do solo, a preservação ambiental e de recursos naturais, ao sistema viário, à infraestrutura e aos equipamentos sociais e serviços urbanos, entre outros. O resultado de Plano Diretor eficaz está na maior qualidade de gestão dos recursos públicos e na melhoria da qualidade de vida e bem-estar da população”.


PRÓXIMAS ETAPAS
A próxima etapa consiste na capacitação dos membros da Equipe Técnica Municipal e do Conselho de Desenvolvimento Econômico, que será realizada no início do próximo ano. Além disso, já ficou agendada uma data provisória para a primeira audiência pública, com a participação da população, para o dia 11 de fevereiro de 2021.


PRESENÇA
Além do prefeito Leonir dos Santos, da sócia-gerente da Ecotécnica Consultoria e Tecnologia, Sandra Mayumi Makamura e da analista de Desenvolvimento Municipal do Paranacidade, Maristela Muller (que participou de forma virtual), também estiveram presentes no encontro: a Equipe Técnica Municipal, os membros do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Boa Vista da Aparecida e os vereadore